Sorriso FM 99,1

Coluna

Adaptação do texto de Elisabetth Cavalcante

O amor próprio

Amar a si mesmo é uma condição fundamental para que o ser humano possa vivenciar a sua felicidade plena. Embora saibamos que a autoestima é individualista e egoísta, ela é essencial para que possamos nos expor ao mundo com coragem e confiança.

Aquele que não ama a si próprio, não reconhece em si qualidades e talentos e se acha inferior ao restante do mundo, dificilmente conseguirá amar verdadeiramente o outro, pois seu amor será sempre revestido de medo.

Quando não nos amamos, tememos que o outro descubra que não somos bons o suficiente para merecermos seu amor e nos empenhamos desesperadamente em satisfazer os seus desejos, como forma de garantir a afeição que ele sente por nós.

Esta consciência só nasce a partir de uma profunda reflexão acerca de nossas qualidades e defeitos e do entendimento de que somos únicos e especiais, não importa o quanto tenhamos errado ou nos desviado em nossos caminhos.

Desse modo as pessoas estão continuamente procurando companhia. Elas não podem ficar consigo mesmas; elas querem estar com os outros. As pessoas estão buscando qualquer tipo de companhia; se eles puderem evitar a companhia de si próprios qualquer coisa servirá.

Sempre é tempo de recuperamos a nossa autoestima se reconhecermos que os erros são fundamentais em nosso processo evolutivo. Se formos capazes de nos amar apesar de nossos fracassos, certamente estaremos nos dando à oportunidade de trilhar novos caminhos e descobrir em nós poderes até então desconhecidos.

Ame a si mesmo. Assim como a comida é para o corpo, o amor é o alimento da alma. Sem comida o corpo enfraquece e sem amor a alma enfraquece.

Quem ama a si mesmo respeita a si mesmo e quem ama e respeita a si próprio respeita os outros também. Assim como gosto do amor, respeito e dignidade, os outros também gostam. O amor não pode ser um dever, uma obrigação. O amor lhe dá asas para voar alto.

Quem ama a si mesmo desfruta tanto do amor, se torna tão contente, que o amor começa a transbordar, começa a alcançar os outros. Se você vive o amor, você começa a compartilhá-lo com muitas pessoas! Então você começa a amar também os animais, os pássaros, as árvores, as pedras. Você pode preencher todo o universo com o seu amor.

O amor começa com você mesmo, assim ele pode se espalhar. Ele vai se espalhando à sua própria maneira; você não precisa fazer nada para espalhá-lo. Apenas ame a si mesmo e a teu próximo.

O amor é a maneira certa de conhecer a si mesmo. O amor prepara o terreno. Amar é a possibilidade de conhecer a si mesmo.

Crie boa energia ao redor de si mesmo. Ame seu corpo e ame sua mente. Ame todo seu mecanismo, todo seu organismo. Por amar significa: aceitar- se.

AME A SI MESMO E OBSERVE O QUE ACONTECE.

Adaptação do texto de Elisabetth Cavalcante

Veja também


Enquete
Que nota você dá para a Administração Municipal de Sorriso em 2018?
  • Parcial