Gavasso também recua e quer revogação de Lei que institui salário para reeducandos; Lafin suspende execução de projeto

Ivan Oliveira em 15/11/2019 às 12:33. Lida 619 vezes.

O vereador Fábio Gavasso também procurou a Sorriso FM para informar que está arrependido de ter votado pela aprovação da Lei Municipal 7924, que institui salário para mão-de-obra para reeducandos. De acordo com o parlamentar, tomou a decisão após a polêmica iniciada na última quarta-feira quando o programa A voz do Povo noticiou a assinatura do termo de cooperação. "O projeto é bonito e pensei que estava fazendo um bem, mas se a sociedade pensa diferente precisamos respeitar e dar um passo para trás", disse o vereador via WatsApp, pois está em viagem.

Gavasso informou que mantém conversas com o prefeito Ari Lafin pedindo para que ele revogue a Lei.

Mais cedo, o presidente da Casa de Leis, Claudio Oliveira, também declarou para a Sorriso FM que está arrependido de ter votado pela aprovação e que espera a revogação do dispositivo legal.

Já o prefeito Ari Lafin, disse ao vivo no programa A Voz do Povo desta sexta-feira (15.11), que suspendeu a execução do projeto até que seja realizada uma audiência pública, prevista para ocorrer em dezembro, no Forúm de Sorriso.





Enquete


Você é contra ou a favor da redução do valor dos salários de vereadores de Sorriso?
Parciais