Agora: A Voz do Povo

​Rompimento de barragem de rejeitos de mineração deixa moradores sem energia em MT

G1/MT em 02/10/2019 às 17:21. Lida 420 vezes.


O rompimento da barragem de rejeitos de mineração, em Nossa Senhora do Livramento, a 42 km de Cuiabá, nessa terça-feira (1º), deixou moradores da região sem energia elétrica. Dois postes de energia ficaram soterrados pelos rejeitos e outros dois foram danificados.

Segundo a concessionária de energia, foram realizadas operações emergenciais para interligar a rede à outra fonte de energia. No entanto, 37 casas continuam sem o fornecimento.

"Já identificamos a necessidade de recuperação da linha de alta tensão para que volte ao seu funcionamento normal. As torres atingidas precisarão ser reconstruídas para recompor o sistema de energia elétrica do município”, diz trecho da nota.

A concessionária informou ainda que equipes técnicas estão no local fazendo avaliação do que pode ser feito nesta quarta-feira (2) para que o funcionamento da rede elétrica seja restabelecido.

Os rejeitos escoaram por uma área que varia de 1 km a 2 km, a partir do pé do talude onde ocorreu a ruptura do barramento.

O rompimento

Os técnicos constataram o rompimento do dique e o espalhamento de parte do material que estava sendo armazenado na bacia de contenção da barragem, de acordo com a Agência Nacional de Mineração (ANM).

Dois trabalhadores ficaram feridos e foram levados ao hospital, segundo informou a ANM. A médica que atendeu as vítimas disse que os ferimentos são leves, mas ficaram em observação por algumas horas e já foram liberados.

A ANM interditou e autuou o empreendimento e continua no local inspecionando a área e verificando se há outros riscos.

De acordo com a ANM, os extratos de inspeção regulares enviados nunca reportaram qualquer anomalia e que no dia 25 de setembro deste ano a empresa enviou Declaração de Condição de Estabilidade, assinada por responsável técnico habilitado pelo Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (Crea/MT) e pelo proprietário da empresa.

Resposta do estado

Por meio de nota, a Secretaria Estadual Meio Ambiente (Sema) informou que as coordenadorias de Mineração e Fiscalização de Empreendimentos identificaram que o rompimento de barragem de mineração em Nossa Senhora do Livramento não atingiu drenagens, corpos hídricos ou Áreas de Preservação Permanente (APP).

A lâmina, de aproximadamente 10 centímetros, percorreu áreas destinadas à pastagem e de uso do próprio empreendimento.

Suspensão das atividades

A empresa VM Mineração foi notificada a paralisar todas as atividades e apresentar relatório circunstanciado apresentando causa e efeito do ocorrido e detalhamento das ações emergenciais em curso para correção total do problema.

O empreendimento possui licença de operação válida até julho de 2021 e atua na extração de ouro, sendo que a barragem onde ocorreu o rompimento é destinada a rejeito composto de material silto areno, com cerca de 80% sólido e 20%, líquido.

Enquete


Você é contra ou a favor de eleições para diretores e coordenadores de escolas públicas municipais?
Parciais