Agora: A Voz do Povo

​Prefeitura discute ações que envolvem as adequações nas feiras dos produtores

Fernando Luiz com assessoria em 26/09/2019 às 12:48. Lida 117 vezes.

Em reunião foram discutidas as ações que já foram desenvolvidas e as que também serão feitas, que envolvem as adequações em todas as feiras que comercializam produtos de origem animal, bem como, outros tipos de produtos, segundo previsto no TAC assinado com o Ministério Público do Estado (MP-MT). Participaram da discussão, o secretário de Agricultura e Meio Ambiente, Márcio Kuhn, bem como, outros representantes da secretaria, o coordenador do Núcleo Integrado de Fiscalização (NIF), Reinaldo Nunes, representantes da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Saúde e Saneamento e Assistência Social.

De acordo com o TAC, todos os comerciantes devem se adequar, para que não sofram intervenções e imposições penais previstas na Lei Municipal nº 2.265/2013, que torna obrigatória a prévia inspeção sanitária e industrial em todo o município, de todos os produtos de origem animal, comestíveis ou não comestíveis, através dos Serviços de Inspeção Municipal (SIM).

A Prefeitura de Sorriso está trabalhando nestas adequações com várias ações. A primeira delas foi a instalação de uma despolpadeira de frutas que entrou em funcionamento em agosto deste ano e que foi adquirida com recursos da Prefeitura de Sorriso. Com a despolpadeira, os produtores cadastrados no Programa Frutifica, estão produzindo polpas de maracujá, goiaba, acerola e abacaxi. São produtos que estão chegando com muito mais qualidade até o consumidor. A máquina está na Incubadora de Empresas, na Central de Abastecimento e Comercialização (Ceasa) da Cooperriso.

Outra ação que será desenvolvida pela Prefeitura, é a implantação do abatedouro de aves, no Assentamento Jonas Pinheiro. No sábado (28), o Poder Executivo, dará a ordem de serviço para a construção. Os equipamentos já foram licitados.

Para os produtores de leite, a Prefeitura fornecerá equipamentos para pasteurização e empacotamento do produto, que é o procedimento previsto na legislação para a comercialização. Assim, o leite será comercializado terá a qualidade higiênico-sanitária.

A construção de um abatedouro de peixes, também está na lista de ações. A Prefeitura de Sorriso deve apresentar uma proposta de incentivo, para que o setor de piscicultura seja fomentado no município.

O Poder Executivo já iniciou uma discussão a cerca da implantação dos equipamentos para pasteurização e empacotamento leite e do abatedouro de peixes. Representantes ligados a estes setores devem fazer parte dos encontros, para que estas ações sejam concretizadas.

Outra ação prevista pela Prefeitura, através da Secretaria de Assistência Social, para 2020, é a construção de uma cozinha industrial, anexo ao Centro Comunitário que esta sendo construído, onde acontece a feira de produtores, duas vezes por semana.

Enquete


Você é contra ou a favor de eleições para diretores e coordenadores de escolas públicas municipais?
Parciais