Agora: A Voz do Povo

​Após pesquisas de viabilidade, governo de MT deve investir na produção de trigo

Fernando Luiz com assessoria em 18/09/2019 às 11:28. Lida 168 vezes.

Após pesquisas de viabilidade realizadas pela Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), o governo deve incentivar a cultura de trigo no estado. Na semana passada, foi realizada uma visita técnica em Pedra Preta, a 243 km de Cuiabá com o objetivo de apresentar um plano de cultura aos produtores interessados.

Seis variedades estão sendo testadas em campos experimentais e cinco estão prontas para serem cultivadas. O trigo mato-grossense deve ser produzido com o auxílio de pivôs, entre maio e setembro.

De acordo com o cronograma previsto pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec) o plantio deve iniciar em 2020 com vista à produção de sementes. A intenção é que em 2021 haja a primeira colheita para a indústria.

A meta inicial é o plantio de 2 mil hectares, crescendo safra após safra, até alcançar o patamar de 50 mil hectares, que é a demanda industrial.

De acordo com o superintendente de Política Agrícola e Pecuária da Sedec, Eldo Leite Gatass Orro, a instalação do moinho Dona Hilda deve cobrir 20% do lucro para quem produzir mais de 80 sacas por hectare.

O agrônomo e pesquisador da Empaer, Hortêncio Paro, garante que há viabilidade.

“Tecnicamente, o estado está pronto para plantar trigo, já verificamos que estamos produzindo acima de 70 sacas por hectare”, explica.

Além da Empaer e da Sedec, representantes da Associação dos Produtores de Feijão, Trigo e Irrigantes de Mato Grosso (Aprofir) participaram do evento.

G1 MT

Enquete


Você é contra ou a favor de eleições para diretores e coordenadores de escolas públicas municipais?
Parciais