Sorriso FM 99,1

07/06/2019 16:19
Lida 1086 vezes.

Fernando Luiz - Depto Jornalismo com RD News

Eduardo Botelho (foto), presidente da Assembleia, foi barrado na hora de acessar a área onde estavam outras autoridades com o presidente Bolsonaro, em Aragarças (GO), separada de Barra do Garças pelo rio Araguaia.

É que na listagem em poder do cerimonial da Presidência fornecida pelo governo de MT não constava o nome de Botelho. Para surpresa dos próprios seguranças que impediram a entrada, o deputado ficou ali, quieto, sem reagir e nem reclamar.

Ao perceber ao cena, outros parlamentares correram no cerimonial, alertando que havia mal entendido e, de imediato, Botelho teve entrada liberada. Nem todos políticos agem assim.

A maioria dá "show" quando é impedido de ter acesso a áreas restritas. Quando da visita do então presidente Lula a Rondonópolis, o deputado na época e hoje prefeito Zé do Pátio ficou revoltado quando foi barrado. Passou a gritar, em sinal de protesto, anunciando ser deputado. Arrumou a maior confusão e quase foi preso.

Veja também


Enquete
Qual sua opinião sobre as mudanças do trânsito nas perimetrais em anexo à BR 163?
  • Parcial