Sorriso FM 99,1

22/05/2019 14:48
Lida 551 vezes.

7ª Vara Criminal de Cuiabá

Após derrota nas eleições de 2018, o ex-deputado estadual Mauro Savi (DEM) perdeu o foro privilegiado e passará a responder na primeira instância por uma ação penal que envolve um esquema de fraudes de R$ 104 milhões.

O processo, derivado da Operação Dríades que desmantelou uma organização criminosa atuante na Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema), tramitava no Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) desde outubro de 2016.

A determinação para remeter a ação penal para a 7ª Vara Criminal de Cuiabá partiu do desembargador Alberto Ferreira de Souza, que era o relator do caso no TJ. De acordo com a denúncia do Ministério Público Estadual (MPE), a organização criminosa fraudava o Sistema de Comercialização e Transporte de Produtos Florestais (Sisflora) beneficiando madeireiras.

Veja também


Enquete
Qual sua opinião sobre as mudanças do trânsito nas perimetrais em anexo à BR 163?
  • Parcial