Sorriso FM 99,1

​Mesmo após dia “D” as unidades de saúde continuam vacinando os grupos prioritários gratuitamente em Sorriso

07/05/2019 15:53
Lida 677 vezes.

Decom


No último sábado (04) de maio a Secretaria de Saúde e Saneamento, realizou o dia “D” da Campanha Nacional de Vacinação Contra Gripe. Foram mobilizados mais de 120 profissionais de saúde para atuar em todas Unidades de Saúde da Família (USF), afim de realizar a vacinação dos grupos prioritários, que é determinado pelo Ministério da Saúde (MS). A procura pela vacina não atingiu as expectativas.

“Poder vacinar é um privilégio de poucos, pois o Ministério não libera a vacina para todos, mas infelizmente as pessoas que tem o direito de vacinar não estão procurando pela imunização. Precisamos compreender que a vacina é totalmente segura e extremamente necessária para que esses grupos tenha uma segurança maior a saúde, explicou o secretário de Saúde e Saneamento, Luiz Fábio Marchioro.

O secretário pontuou ainda que a campanha vai até final deste mês. “Mesmo após o dia “D”, quem faz parte dos grupos prioritários devem procurar uma das 25 Unidades de Saúde da Família (USF) para ser imunizados. A campanha vai até 31 de maio e a vacina é gratuita”, disse.

A meta do município é vacinar pelo menos 90% das 16.583 pessoas que integram o público-alvo, até o momento apenas 10.690 pessoas foram vacinadas, o que corresponde a 65,22% da meta.

Conforme determina o MS, os grupos prioritários da Campanha que devem receber a imunização gratuitamente, são formados por crianças maiores de 6 meses até 6 anos incompletos, gestantes, puérperas (mães até 45 dias após o parto), idosos acima dos 60 anos, trabalhadores da área da saúde, povos indígenas, militares, os professores e servidores da saúde que devem levar comprovantes da função.

Segundo a Coordenadora da Vigilância em Saúde, Tayná Vacaro, a vacina passa por diversos testes até chegar a população, por isso é muito segura e única forma de imunização.

“A vacina que é distribuída pelo Sistema Único de Saúde é trivalente, ou seja, imuniza de três tipos de vírus mais frequentes (H1N1, H3N2 e influenza B). Ela é totalmente segura, passa por diversos estudos e rigorosos testes que são acompanhados pela ANVISA e só depois é autorizada para a população, então é muito segura”, explicou ela.

Ainda segundo Tayná, a vacina é a principal forma de evitar a doença. “É importante frisar que a vacina é o principal meio de prevenção, especialmente para os grupos vulneráveis. Porém, é bom manter as mãos sempre limpas, usar lenços descartáveis para limpar o nariz, evitar o contato direto com a secreção e deixar ventilar os ambientes fechados por onde circulam muitas pessoas”, disse.

Veja também


Enquete
Se a eleição fosse hoje, em quem você votaria para prefeito (a) de Sorriso?
  • Parcial