Agora: Recordações

Em MT, pecuaristas começam a vacinar o rebanho contra febre aftosa

G1/MT em 02/05/2019 às 15:21. Lida 711 vezes.

Em MT, pecuaristas começam a vacinar o rebanho contra febre aftosa

A 1ª etapa de vacinação contra febre aftosa deste ano teve início nesta quarta-feira (1º) e segue até o dia 31 de maio, em todo o estado. Nesse período, a imunização de todo o rebanho é obrigatório, com exceção de animais em propriedades localizadas no baixo pantanal.

De acordo com o Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (Indea), cerca de 30 milhões de animais devem ser vacinados nesta etapa.

Após a imunização do rebanho, o produtor deve fazer a declaração da vacinação e a contagem dos animais por idade e sexo, e apresentar ao Indea, junto com nota fiscal da compra das vacinas. Pecuaristas tem até o dia 10 de junho para apresentar a comprovação.

A multa para quem deixar de vacinar o rebanho é de 1 UPF (Unidade Padrão de Fiscal) que, atualmente corresponde a R$ 140,19, por animal não vacinado. O produtor que atrasar a comunicação fica impossibilitado de emitir a Guia de Trânsito Animal (GTA) por um período mínimo de 30 dias.

Ainda segundo o Indea, Mato Grosso há 12 anos mantém o índice de vacinação acima de 99%.

Na fronteira

Durante este mês, 12 equipes do Indea, compostas por médicos veterinários e agentes fiscais, irão fazer a fiscalização da vacinação em propriedades rurais, nas região de fronteira.

Entre os municípios percorridos estão Cáceres, Porto Espiridião, Pontes e Lacerda e Vila Bela da Santíssima Trindade.

Para esta etapa, foram selecionadas 271 propriedades que estão sob análise de risco, dentro dos 15 quilômetros de fronteira seca. Um relatório de vigilância veterinária, nessa região, vem sendo feito desde 2007.

Brucelose

O produtor pode aproveitar o manejo do rebanho para vacinar as fêmeas, com idade entre 3 e 8 meses, contra brucelose.

A primeira etapa da campanha contra Brucelose teve início em 1º de janeiro e vai até 30 de junho. A vacinação precisa ser feita uma única vez.

Enquete


Você é contra ou a favor de eleições para diretores e coordenadores de escolas públicas municipais?
Parciais