Agora: Recordações

Programa Telessaúde de Mato Grosso recebe prêmio internacional na Suíça

Assessoria em 10/04/2019 às 06:38. Lida 804 vezes.

O secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo, esteve em Genebra, na Suíça, para receber o prêmio WSIS Prizes 2019, que condecorou a atuação do programa Telessaúde de Mato Grosso – única indicação brasileira na competição. O evento de premiação ocorreu nesta terça-feira (09.04) e premiou o trabalho de assessoramento virtual em saúde por meio da categoria “E-Health”.

Na ocasião, o secretário esteve acompanhado da reitora da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Myrian Serra, da superintendente do Hospital Universitário Júlio Müller (HUJM), Elisabeth Furtado, da coordenadora geral e do coordenador de campo do Telessaúde MT, Maria Conceição Villa e Valdelírio Venites, e do técnico do programa, Fábio da Silva.

“O Telessaúde MT é um case de sucesso que tem a aprovação dos gestores municipais de Saúde por meio do Cosems (Conselho de Secretarias Municipais de Saúde). O reconhecimento do programa em âmbito mundial se deve graças ao êxito das parcerias institucionais entre a Secretaria de Estado de Saúde, a UFMT e o HUJM. O sucesso do projeto também está relacionado ao comprometimento do seleto time de Teleconsultoria que, com base nas melhores evidências, apoia os profissionais da Atenção Primária à Saúde de Mato Grosso e transmite segurança no manejo clínico ao ampliar a qualificação dos profissionais e o acesso à população”, destacou o gestor.

O World Summit on the Information Society (WSIS) Forum 2019 é organizado por diversas entidades, entre elas, a Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura); neste ano, o fórum foi realizado entre os dias 8 e 12 de abril. O evento reúne mais de três mil participantes de 150 países, representa o maior encontro anual da comunidade de Informação e Comunicação (TIC) e oportuniza o debate sobre tendências, evoluções e desafios dos tópicos digitais.

O secretário ainda enfatizou que o prêmio condecora a relevância das atividades realizadas pelo Telessaúde de Mato Grosso e considera o alcance do serviço prestado em apoio aos profissionais dos 141 municípios do Estado.

“Outro aspecto importante é a manutenção do financiamento pelo Governo Federal, que permite ampliar a oferta de serviços de Teleconsultoria e Telediagnóstico. A atual gestão já faz um planejamento para ampliar, ainda este ano, as ações que o Governo do Estado realiza na área da tele-medicina”, pontuou.

Por meio do Núcleo de Telessaúde, a Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) registrou, em 2018, um total de 549.250 atendimentos entre os serviços de Teleconsultorias, Eletrocardiogramas, exames de Tele-estomatologia, exames de Teledermatologia, módulos de Tele-educação e acessos ao Canal Tele Educa.

De acordo com a coordenadoria do Núcleo do Telessaúde, esses resultados evidenciam a contenção de 53% dos encaminhamentos de pacientes para consultas especializadas para a capital quando o médico da Atenção Básica solicita a teleconsultoria e o alcance de 93% de satisfação com as respostas da teleconsultoria.

O Telessaúde

O Núcleo Técnico-científico Telessaúde de Mato Grosso existe por meio de um convênio entre o Ministério da Saúde e a Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT). O funcionamento do setor é realizado por meio do Termo de Cooperação Técnica, firmado entre o Hospital Universitário Júlio Muller (HUJM) e o órgão estadual.

A instalação física do Núcleo é no HUJM, mais precisamente na Unidade e-Saúde e Gerência de Ensino e Pesquisa, sendo as suas atividades integradas à atuação do Núcleo da Rede Universitária de Telemedicina.

Desde o início, o núcleo ampliou significativamente o número de solicitações em teleconsultorias, implantou o telediagnóstico em eletrocardiograma, dermatologia e estomatologia, expandiu o número de municípios com adesão ao telediagnóstico, ampliou a equipe de teleconsultores, as atividades de tele-educação e manteve a parceria com a FAEN/UFMT por meio do Projeto de Extensão.

Atualmente, a equipe é composta de 58 profissionais entre médicos, enfermeiros, cirurgião-dentista, farmacêutico, nutricionista, técnico em tecnologia da informação, biólogo, psicólogo, fisioterapeuta e fonoaudiólogo – sendo todos profissionais da SES-MT ou da UFMT e HUJM.

Enquete


Você é contra ou a favor de eleições para diretores e coordenadores de escolas públicas municipais?
Parciais