Sorriso FM 99,1

17/03/2019 06:35
Lida 2860 vezes.

Gazeta Digital

Ministério Público será responsável por levar os dois mecânicos identificados como "Catatau" e "Ribas” em interrogatório na representação eleitoral que pede a cassação do deputado estadual Xuxu Dal Molim (PSC). A determinação consta em despacho do dia 11 de março.

Após trabalhos do judiciário, as testemunhas foram identificadas como José dos Santos Monteiro e Alessandro de Freitas Oliveira. Agora cabe ao órgão possibilitar a oitiva.


A identificação e localização das testemunhas foi possível após requerimento do Ministério Público. A Procuradoria Regional Eleitoral (PRE) impetrou uma ação contra o parlamentar acusando-o de ter praticado conduta vedada pela legislação eleitoral.

Conforme a denúncia, que conta com um vídeo anexado, na manhã do dia 4 de setembro de 2018, antes do período eleitoral, o então candidato realizou campanha em local público, no caso, na garagem da Secretaria de Obras de Sorriso, se apresentando como candidato, informando seu número, pedindo votos e apoio dos servidores públicos presentes.

Justamente o vídeo apresentou "Catatau" e "Ribas” como possíveis testemunhas. Por conta disso, o Ministério Público Eleitoral pediu que Xuxu Dal Molin seja multado e tenha seu registro de candidatura cassado, o que automaticamente o faria perder seu mandato, já que ele foi eleito com 23.764 votos.

Em contestação já apresentada, Xuxu Dal Molin argumenta que realmente compareceu na Secretaria de Obras de Sorriso, não para fazer campanha, mas para cumprimentar o amigo Acácio Ambrosini, que havia assumido a chefia da pasta.

Veja também


Enquete
Qual sua opinião sobre os políticos brasileiros?
  • Parcial