Sorriso FM 99,1

23/01/2019 14:55
Lida 1243 vezes.

Fernando Luiz com assessoria Agência PRF

Os pátios de veículos apreendidos, da Polícia Rodoviária Federal (PRF) do Mato Grosso, abrem a partir da próxima segunda-feira (28) para visitação aos interessados em participar do leilão que acontece no dia 31.

Serão ofertados 816 bens nesta primeira fase e outros cerca de 900 na segunda, em junho. São veículos classificados como documentáveis (recuperáveis para circulação), sucatas (para reciclagem de peças, com numeração de motor e câmbio inservíveis) e material ferroso (destinado a prensagem e siderúrgicas), além de outros bens de terceiros retidos, abandonados, removidos ou recolhidos há mais de 60 dias.

Os lotes estão distribuídos em 13 pátios por todo o Estado nos municípios de Cuiabá, Campo Verde, Rondonópolis, Itiquira, Alto Garças, Cáceres, Poconé, Primavera do Leste, Sorriso, Nova Santa Helena, Pontes e Lacerda, Barra do Garças e Água Boa. Os endereços dos depósitos podem ser conferidos no edital que está disponível na internet, no portal da PRF: https://www.prf.gov.br/portal/estados/mato-grosso/... ou no site do leiloeiro contratado: www.faleiloes.com.br, onde também estão abertas as inscrições para participar do certame.

A visitação ocorre de 28 a 30 deste mês das 8 às 12 horas e das 14 às 18 horas. É preciso levar documento de identificação com foto para acessar os veículos que podem ser verificados inclusive internamente, incluindo o motor.

Cerca de 60% dos lotes são motocicletas e 30% automóveis e caminhonetas, o restante é formado por caminhões, reboques e outros. A maioria está em condições de trafegar.

O LEILÃO

Os lances iniciam dia 31 às 10 horas (horário de Mato Grosso) e serão realizados de forma eletrônica, através da internet (www.faleiloes.com.br). Poderão participar pessoas físicas ou jurídicas, desde que não estejam impedidas de licitar e contratar com a administração.

Telefone para sanar dúvidas ou buscar mais informações: (65) 3025-7500.


Veja também


Enquete
O que você pensa sobre o aumento de R$ 42 no salário mínimo previsto pelo Governo Federal para 2020?
  • Parcial