Sorriso FM 99,1

01/01/2019 18:50
Lida 1187 vezes.

G1/MT

Mauro Mendes (DEM) tomou posse como governador de Mato Grosso nesta terça-feira (1º) na Assembleia Legislativa, em Cuiabá. Em seu discurso, ele falou sobre as dificuldades financeiras do estado e criticou a incompatibilidade entre o alto PIB do estado e a falta de dinheiro em caixa para custear despesas básicas, como folha de pessoal, fornecedores e repasses aos hospitais públicos.

Veja as promessas de campanha de Mauro Mendes

"O PIB, que é a soma de todas as riquezas produzidas nesse estado, nos últimos 10 anos, triplicou. Como somos capazes de produzir tanta riqueza e essa riqueza não ter sido traduzida em melhoria de qualidade de vida ao nosso posso?", questionou.

Para o novo governador, os grandes inimigos da população do estado são a desigualdade social e a qualidade do serviço público oferecido em Mato Grosso.

"Precisamos restabelecer o clima de confiança. Não podemos gastar energias tão caras, enquanto nossos principais inimigos não estão entre nós. Os nossos maiores inimigos estão lá fora, que é essa desigualdade e, principalmente, a péssima qualidade dos serviços públicos que o governo do estado oferece aos cidadãos", afirmou.

Ele pediu ajuda dos deputados para governar e citou o presidente da República recém-empossado, Jair Bolsonaro (PSL), como exemplo de que a população quer mudança.

"Se há um ano atrás, algum de nós aqui ousasse dizer que ele (Jair Bolsonaro) seria talvez o próximo presidente, esse exercício de futurologia, seria objeto de chacota e de pouca credibilidade. O tempo passou e hoje ele é o presidente desse país, vindo de um clamor muito acima das expectativas que muitos de nós pudesse imaginar. Traz uma mensagem clara de que a população está cansada da velha forma de fazer política e dos poucos resultados que o poder público tem entregue ao cidadão", declarou.

Mauro Mendes (DEM) e o vice, Otaviano Pivetta (PDT), na cerimônia de posse — Foto: Governo de MT/ AssessoriaMauro Mendes (DEM) e o vice, Otaviano Pivetta (PDT), na cerimônia de posse — Foto: Governo de MT/ Assessoria

Mauro Mendes (DEM) e o vice, Otaviano Pivetta (PDT), na cerimônia de posse — Foto: Governo de MT/ Assessoria

Veja também


Enquete
Se a eleição fosse hoje, em quem você votaria para prefeito (a) de Sorriso?
  • Parcial