Sorriso FM 99,1

04/12/2018 16:08
Lida 903 vezes.

Tâmara Figueiredo


O cadastramento biométrico passará a ser obrigatório para todos os eleitores de Sorriso. O prazo teve inicio no dia 03/12 e deve se estender até o dia 29/03/2019. “As pessoas devem se deslocar até o Cartório Eleitoral ou até o Ganha Tempo e fazer o seu cadastro. É importante que as pessoas se programem, se organizem. Nos ganhamos em segurança, porque é a maneira mais confiável para certificar que a pessoa que está votando é o eleitor, porque isso é totalmente intransferível e infalsificável e ganhamos também em agilidade no procedimento eleitoral porque torna a votação mais rápida”.

A chefe do Cartório Eleitoral, Andrea Fenner ressaltou que estarão dispensados dessa revisão apenas aqueles eleitores que já fizeram a coleta dos dados biométricos em período anterior e que já utilizaram a biometria nas eleições de outubro.

De acordo com o juiz eleitoral, doutor Anderson Candiotto, quem não fez ou não fizer o cadastramento biométrico terá o título eleitoral cancelado e não poderá obter a certidão de quitação eleitoral. O documento é necessário para o exercício de diversos direitos civis, entre eles a emissão de passaporte, a posse em cargo público, inscrição em instituições de ensino de nível superior.

O Cartório Eleitoral funciona de segunda a sexta-feira, das 12:00 às 19:00 horas. A partir do ano que vem, o cartório passará a funcionar pela manhã (das 7:30 às 11:30 horas) Também há um posto de atendimento na sede do Ganha Tempo, que funciona de segunda a sexta-feira, das 07:00 às 13:00 horas.

No distrito de Boa Esperança haverá um posto eleitoral para esse cadastramento biométrico. Já os moradores de Primaverinha deverá se deslocar até o Cartório Eleitoral de Sorriso.

Documentos necessários

Para biometria, são necessários os seguintes documentos: documento oficial de identidade (RG, CNH, Carteira de Trabalho, Carteira Profissional, dentre outros definidos em lei) e um comprovante de residência (conta de luz, água, telefone, boleto de IPTU, contrato de aluguel, dentre outros definidos pelo Juiz Eleitoral).

Os comprovantes devem estar em nome do requerente, de seu cônjuge ou companheiro (a) ou de parente seu em linha reta consanguínea, até o 2º grau (pais, filhos, avós, netos), ou por afinidade (sogro e sogra).

Também é necessário que seja feita a quitação de dívidas de multas eleitorais, de ausência ao pleito ou mesário faltoso. Eleitores com suspensão em razão de condenação criminal não poderão fazer o cadastramento.

Veja também


Enquete
Que nota você dá para a Administração Municipal de Sorriso em 2018?
  • Parcial