Sorriso FM 99,1

16/11/2018 14:31
Lida 1258 vezes.

Olhar Direto


Um homem de 23 anos, identificado como Paulo Martins Nunes, foi detido no município de Goianésia, em Goiás, na noite da última terça-feira (13), suspeito de ser um dos autores de uma chacina contra quatro pessoas na cidade de Várzea Grande, no dia 03 de outubro. Ele mesmo teria acionado a polícia e confessou que recebeu R$ 6 mil pelo crime.

Segundo a polícia, o suspeito foi detido por volta das 20h34 em Goianésia, após ele mesmo acionar a Polícia Militar e confessar o crime. Ele relatou que havia recebido R$ 6.500 juntamente com mais quatro comparsas para matar quatro pessoas rivais de uma facção, em Várzea Grande.

O homem ainda teria dito que, desde o dia do crime, vem andando de cidade em cidade e se escondendo das autoridades policiais. Paulo Nunes possui duas passagens pela polícia Goianésia em 2016 pelos crimes de furto e roubo. Ele saiu para responder em liberdade e nunca mais compareceu às audiências, alegando que a justiça o havia “soltado porque quis”.

Após o fato ter sido confirmado pela polícia de Várzea Grande, Paulo Nunes foi levado para a Delegacia de Polícia de Goianésia ficando a disposição da autoridade competente.

Chacina

Os quatro homens estavam dentro de uma casa na região central de Várzea Grande, local onde dois foram executados a tiros. As adolescentes foram encontradas mortas com as mãos amarradas e perfurações de arma de fogo, dentro do Rio Cuiabá, na região do bairro Carrapicho.

As vítimas fatais foram: Felipe Melo dos Santos, 25; Leandro Luiz de Oliveira, 20; Keize Rodrigues, 16 anos e Lana Talyssa Moreira Bezerra, 13 anos.

Thalyson Thiago Taorda Oliveira, 23 anos, preso menos de 24 horas depois do crime confessou o crime e contou à delegada titular da Delegacia de Roubos e Furtos de Várzea Grande (Derf), Elaine Fernandes da Silva, que ele é membro do Comando Vermelho e recebeu “ordens de uma das lideranças” para executar os homens.

Segundo o preso, a motivação está relacionada ao fato das vítimas integrarem facção rival e terem cometido uma tentativa de homicídio na cidade de Tangará da Serra, há cerca de 30 dias, contra um integrante da organização deles.

Pela manhã, os criminosos foram até o local, na rua Miguel Leite, centro de Várzea Grande e, encapuzados, tiraram o portão do trilho e invadiram a casa surpreendendo as vítimas com dezenas de disparos com as armas de fogo, enquanto dormiam em um quarto.

Thalyson ainda revelou que os três somente pararam de atirar porque as munições acabaram e pensaram que todas as vítimas estavam mortas. Sobre a morte das adolescentes, o suspeito se recusou a informar as circunstâncias do duplo homicídio.

Além de Thalyson e Donato, também foi apontado como responsável Luiz Fernando Oliveira Caetano Moreira (Dumbo ou Dumbão), que também irão responder pelos mesmos crimes.


Com informações do Portal Meganésia.

Veja também


Enquete
Que nota você dá para a Administração Municipal de Sorriso em 2018?
  • Parcial