Sorriso FM 99,1

03/11/2018 06:41
Lida 149 vezes.

Olhar Direto

A edição 2018 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) recebeu 96.793 inscrições para as provas de 4 e 11 de novembro. Esta é a primeira edição em que a solicitação de isenção foi anterior à inscrição, e que os participantes que estavam isentos e faltaram tiveram que justificar a ausência para obter novamente a gratuidade.


Em 2017, o estado recebeu 126.211 inscrições. O número corresponde a 1,8% do total de 6.731.203 inscritos. Já no Enem 2016, o estado teve 163.181 participantes. A queda no número de inscrições é consequência do Enem ter deixado de certificar o Ensino Médio, tarefa que voltou ao Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja).

Dos 2.017.253 ausentes no Enem 2017, 1.692.074 (83,8%) estavam isentos. Dos 222.132 ausentes reincidentes, 206.100 (92,7%) não tinham pagado para fazer o Exame. Apenas 4.345 conseguiram justificar a ausência.

A separação de isenção e inscrição permitiu a criação de um período de recursos. Dessa forma, todos os participantes com pedidos de isenção e justificativas de ausência reprovados tiveram uma segunda chance de apresentar documentos. Ao final do processo, os participantes que não pagam para fazer o Enem continuam sendo maioria. Desde o Enem 2018, portanto, mais pessoas podem se beneficiar da isenção de pagamento da taxa de inscrição, que manteve o mesmo valor da última edição: R$ 82.

Perfil dos participantes

O Enem 2018 terá mais mulheres: 59,1% dos inscritos confirmados são do sexo feminino e 40,9%, do masculino. Os participantes com 18 anos representam 17% do total; os de 19 anos, 15,9%; e os de 20 anos, 10,5%. Aqueles com idade entre 21 e 30 anos representam 33,8% do total.

Em relação à situação escolar, 58,6% já concluíram o Ensino Médio; 29,7% é concluinte em 2018 e 10,6% concluirá após 2018, compondo o grupo dos participantes que fazem o Exame com objetivo de autoavaliação, os chamados “treineiros”. Desde 2017 o Enem não certifica o Ensino Médio, função que retornou ao Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja).

Horário de verão

O Governo Federal informou que o horário de verão não será adiado para o dia 14 de novembro, contrariando o que havia decidido no início do mês. Com isto, os relógios serão adiantados em uma hora no dia 04 de novembro deste ano. A mudança de data seria por conta do Enem, que acontece no mesmo fim de semana.

O Ministério da Educação queria evitar possíveis prejuízos aos estudantes que farão o exame, cuja primeira prova está marcada para 4 de novembro. O argumento é que a necessidade de adiantar os relógios em uma hora pode confundir os candidatos.

Vale lembrar que os portões se abrem às 12 horas e fecham às 13h, de acordo com horário de Brasília.

Veja também


Enquete
Como você avalia o atendimento às ocorrências de reclamações de "Som Alto" em Sorriso?
  • Parcial