Sorriso FM 99,1

27/10/2018 09:25
Lida 288 vezes.

Fernando Luiz/ Esporte com GEnet

O Flamengo está na briga pelo título do Campeonato Brasileiro e tem confronto direto contra o Palmeiras, neste sábado (27). Para muitos, é “o jogo do ano“, pois acreditam que o campeão sairá deste confronto. No entanto, Roberto Melo, vice-presidente do Internacional, aproveitou a entrevista coletiva, após o empate de 1 a 1 contra o Vasco, para desabafar e cutucar parte da imprensa.

O dirigente colorado reclama de lances pontuais, pois acredita que o clube em que dirige esteja sendo prejudicado. Por isso, o VP sugere que entreguem a taça do Brasileirão 2018 para o vencedor do embate que acontecerá neste sábado (27), no Maracanã. Além disso, o diretor afirma que seria melhor recriar o torneio Rio-São Paulo.

— É um misto de tristeza, de nojo, de raiva… Tudo ao mesmo tempo. O que aconteceu neste jogo, o que aconteceu no Beira-Rio, o que vai acontecer no próximo, no próximo… Sugiro que amanhã (este sábado, 27) se entregue a taça para o vencedor de Flamengo ou Palmeiras. Como todos estão dizendo: é a final, faltando oito rodadas para terminar o campeonato, então que se entregue a taça. Se é mais bacana, se dá mais ibope, legal. Sugiro que façam um campeonato só de Rio e São Paulo —, disse o VP.

O Internacional tem reclamado bastante da arbitragem, após ter um gol que demorou cerca de seis minutos para ser anulado, na última rodada do Campeonato Brasileiro, no empate de 2 a 2 contra o Santos. Naquela ocasião, dirigentes colorados também foram até a entrevista coletiva externar suas reclamações.

O Inter ocupa a terceira colocação da tabela, com 58 pontos, atrás de Flamengo e Palmeiras, que têm 58 e 62, respectivamente. A partida entre cariocas e paulistas terá início às 19h (horário de Brasília), e o Rubro-Negro contará com o apoio maciço da Nação. Isso porque, todos os 56.310 mil ingressos colocados à venda foram esgotados. A carga total para este duelo é de 65.562 mil pessoas.

Veja também


Enquete
Como Você avalia as decisões tomadas pelo presidente eleito Jair Bolsonaro?
  • Parcial