Sorriso FM 99,1

26/10/2018 16:34
Lida 245 vezes.

Tâmara Figueiredo


Realizada na noite dessa quinta-feira, (25/10) no Centro de Eventos Ari José Riedi, uma palestra de Prevenção ao Câncer de Mama ministrada pelo médico oncologista e mastologista, Dr. Pedro Fontes.

Durante o evento o palestrante frisou a importância da prevenção por meio da execução do exame de mamografia, apresentou estatísticas comprovadas por estudos renomados os números reduzidos de câncer de mama em pacientes que realizam anualmente o exame de mamografia. E relembrou que após os 40 anos as mulheres devem incluir este exame como rotina anual para redução significativa de morte por esta patologia.

Também participou do evento a soldado Fernanda do Corpo de Bombeiros, representando a 10°CIBM no evento.

O médico, que é um dos mais requisitados do estado de Mato Grosso, esteve também no programa A Voz do Povo desta sexta-feira (26/10).Ele falou de forma resumida o que é o câncer. “O câncer é uma doença muito antiga, que tem um bilhão de anos, a humanidade ainda não conseguiu erradicar, é uma mutação. Durante a divisão celular, a célula pode sofrer uma divisão anômala e sofrer uma mutação no seu conteúdogenético e as outras células que se formam podem ter um comportamento anormal, com propriedade de invadir o tecido , coisa que uma célula normal não tem, passam a invadir canais linfáticos e fazer metástase e tem capacidade de entrar na corrente sanguínea e percorrer grandes trajetórias. Ex. cancer de mama gosta de osso, sai da mama e vai para o osso, o que a gente chama de metástase”, explicou.

Também frisou a importância da prevenção “Temos o outubro Rosa, que é um mês muito importante para a prevenção, mas sempre digo que todos os meses deveria ser outubro rosa, porque a prevenção ela deve ocorrer durante todo o ano. Tivemos uma palestra muito proveitosa promovida pela Secretaria de Assistência Social.O melhor método para reduzir riscos de morte é procurar um especialista e fazer a mamografia a partir dos 40 anos, isso reduz o risco de morte.

Ele falou da importância do autoexame “o autoexame é importantíssimo, serve para a mulher ter uma consciência corporal e saber o que está diferente isso fará com que ela procure um especialista. O autoexame sozinho não reduz mortalidade, ele deve vir acompanhado de uma mamografia. Já o ultrassom de mama serve para complementar a mamografia “quando temos um achado na mamografia que seja inconclusivo como um Birads zero, quando você tem um nódulo que vc não vê os contornos, os detalhes desse nódulo, então o ultrassom serve para complementar e dar esclarecimento”.

Quando a mulher tem um diagnóstico de nódulo na mama, isso acaba caindo como uma verdadeira sentença de morte, mas o especialista explica que não há motivos para pânico “Um diagnóstico de nódulo de mama a principio não é preocupante, em 90 % dos nódulos são benignos, o que tem maior importância são os nódulos com categoria suspeita, como os nódulos Birads 5 e Birads 4, que precisam ser investigados – Birads é uma classificação para o câncer de forma padronizada no mundo todo.

Falou sobre os principais fatores de risco, os quais ele chama de ‘manos do câncer’, “O tabagismo, o alcoolismo, a obesidade, o sedentarismo e as emoções (sentimentos negativos como ressentimento, ódio, tristeza. As relações emocionais e sentimentos de baixa vibração energética alteram os mecanismos e até o DNA. Pessoas que não fumam, não bebem, fazem atividades físicas, se alimentam bem, e vivem de forma positiva raramente terão cancer. Apensa 5% a 10% dos casos tem como causa a genética. Os hábitos de vida passaram a ter maior importância”.

Veja também


Enquete
Como você avalia o atendimento às ocorrências de reclamações de "Som Alto" em Sorriso?
  • Parcial