Sorriso FM 99,1

28/09/2018 10:09
Lida 318 vezes.

Assessoria

O prefeito Ari Lafin recebeu hoje (27) pela manhã, no Gabinete o Secretário de Estado de Governo, Domingos Sávio, e o secretário de Articulação e Desenvolvimento Regional, Paulo de Campos Borges. A visita das autoridades estadual a Sorriso é resultado da viagem do prefeito a Cuiabá e Brasília.

“Estivemos em Cuiabá na última sexta-feira (21), onde cumprimos uma agenda extensa. Uma das visitas foi no Gabinete da Casa Civil, onde protocolamos um documento pedindo a retomada das obras Escola Técnica de Sorriso, e tivemos informação que a verba estaria parada no Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), então viajamos a Brasília afim de fazer gestão para que os valores fossem creditados ao Governo do Estado, para retomada da obra e hoje tivemos a honra de receber aqui em nossa cidade, o secretário de Governo Domingos Savio e o Paulo Borges, com a notícia de que o dinheiro já está na conta do Estado e as obras foram retomadas”, afirmou o prefeito Ari Lafin.

O prefeito juntamente com secretários, de Administração Estevam Calvo e de Governo Marlon Zanella, acompanharam os representantes do Estado em visita à obra. A construção da Escola Técnica de Sorriso atualmente está com cerca de 40% construída, a estrutura terá 12 salas de aula, 4 laboratórios, auditório, biblioteca e uma quadra de esportes, o prédio era para ser entregue em julho de 2018.

“O Governo do Estado já colocou o valor de contrapartida nesta obra, mas infelizmente nós tivemos um atraso de sete meses e agora conseguimos a liberação de R$15 milhões para a continuidade nessas obra. O dinheiro vem do Governo Federal, através do FNDE, e essa parcela do repasse já está na conta do Estado. Quero deixar claro que a parte do Estado estamos fazendo e que os sete meses de atraso é devido a falta de repasse do Governo Federal. As obras foram retomadas e se o não houver atraso federal, a previsão é que no começo do primeiro semestre de 2019, conseguimos entregar a escola pronta,” afirmou o secretário de estado do gabinete de governo, Domingos Sávio

Ainda segundo Sávio, após concluída a obra o Governo do Estado deverá custear a mobília da escola. “O Estado deverá entrar com a mobília da escola que custará cerca de R$1.2 milhão”, disse.

Veja também


Enquete
Em sua opinião, qual o principal desafio dos educadores?
  • Parcial