Sorriso FM 99,1

26/09/2018 15:37
Lida 290 vezes.

Assessoria

Especialistas estimam que cerca de 10% da população brasileira utiliza um idioma que não precisa de som para ser compreendido: a Libras (Língua Brasileira de Sinais). Mais que uma alternativa, ou uma necessidade, a Libras deve ser vista como uma ferramenta de inclusão e cidadania. Visando reforçar esse conceito, Mateus Costa e Susana da Silva, professores da Escola Municipal Vila Bela, elaboraram um projeto social que introduz o ensinamento da língua no Centro de Ressocialização de Sorriso.

“Assim como o inglês, o espanhol e o francês representam uma possibilidade de se comunicar com outro grupo de pessoas, o aprendizado de libras permite o diálogo com indivíduos surdos-mudos. É um passo importante para uma sociedade com mais acesso a todos”, explica o Mateus Costa.

Nesta semana, 21 reeducandos receberam o certificado de conclusão do curso, que teve a duração de 60 horas e foi realizado em parceria com a Administração Municipal de Sorriso, por meio da Secretaria Municipal de Educação e Cultura.

Veja também


Enquete
Tramita na Câmara Municipal um Projeto de Lei que prevê a obrigatoriedade do plantio de grama em terrenos baldios.
  • Parcial