Sorriso FM 99,1

19/09/2018 17:57
Lida 322 vezes.

Fernando Luiz/ Esporte

A inoperância do governo do estado através da SAEL - Secretaria Adjunta de Esportes e Lazer da SEDUC - Secretaria Estadual de Educação, Esporte e Cultura surpreendeu a todos a partir do momento em que as delegações vencedoras das modalidades esportivas dos Jogos Estaduais Escolares, não tiveram disponibilidade de vôo de Cuiabá para Manaus onde serão realizados os Jogos Escolares Brasileiros etapa Regional.

Sorriso classificou quatro delegações: Handebol Feminino “B”, Basquetebol Feminino “A” e “B” e Futsal Feminino “A”. O secretário de Esportes de Sorriso, Junior Brandão, em face à situação criada, destacou que a Administração Municipal de Sorriso, através da Secretaria de Esportes fez a sua parte, obedecendo todos os trâmite legais até chegar ao titulo de quatro modalidades e que infelizmente, este imbróglio frustra a todo mundo.

“Realizamos a etapa municipal que classificaram as escolas do município para os Regionais e posteriormente fizemos a ginástica de enviartodas as delegações para cinco cidades diferentes para os Estaduais e vencemos estas modalidades para disputar o Brasileiro Regional e agora com esta desorganização da SAEL, ficamos fora de disputar um titulo nacional”, comentou.

Brandão buscou salientar de que todo momento esteve em contato com a SAEL e professores, atletas assim como os ônibus para a viagem à Cuiabá, estavam somente aguardando o sinal positivo para a viagem.

“Quando a SAEL me disse que não havia condições das delegações viajarem e que deu problema na aquisição das passagens, nem deixei nossas delegações saírem de casa, e agora queremos vercomo s SAEL e o governo vão fazercom o COB”.

Brandão se referiu ao problema de multa financeira e suspensão que o COB pode julgar o estado com a ausência e ficar até dois anos fora das atividades nacionais, em todas asa modalidades. Outras cidades como Rondonópolis também ficaram fora da competição Regional Brasileira. As pastas administrativas do governo estadual até o momento não emitiram nenhuma nota ou parecer sobre a situação.

Veja também


Enquete
Como Você avalia as decisões tomadas pelo presidente eleito Jair Bolsonaro?
  • Parcial