Sorriso FM 99,1

12/09/2018 17:49
Lida 341 vezes.

Fernando Luiz - Depto Jornalismo com É DINHEIR


Do ISTO É DINHEIRO

Um estudo feito pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) mapeando 20 setores da economia identificou perspectiva de investimentos de R$ 1,03 trilhão no Brasil nos próximos três anos, de 2018 a 2021, sendo 12 na área industrial e oito em infraestrutura.

De acordo com o boletim Perspectivas do Investimento, elaborado pelo Comitê de Assuntos Setoriais do banco, a indústria deverá receber uma média anual de R$ 135 bilhões, alta de 5,9% em relação ao ano passado, e a infraestrutura de R$ 112,5 bilhões, queda de 2% contra 2017. O setor que mais receberá recursos será o de petróleo e gás natural, com previsão de uma soma de R$ 291,4 bilhões nos três anos, uma média de R$ 72,8 bilhões a cada ano.

O setor de energia elétrica seria o segundo a receber mais recursos, de R$ 160,3 bilhões no total, ou R$ 40,1 bilhões por ano, seguido pelo de telecomunicações, um total de R$ 121 bilhões e média anual de R$ 30,2 bilhões.

Entre os 20 setores pesquisados, apenas seis deverão registrar queda no investimento anual em relação a 2017, segundo o BNDES: papel e celulose, automotivo, aeroespacial, energia elétrica e mobilidade urbana.Segundo o banco, a última vez em que os valores mapeados superaram essa marca foi no levantamento feito em meados de 2015 para o período de 2015 a 2018.

“A perspectiva é de crescimento real de 1,9% ao ano, em média, nos investimentos ao longo de 2018 a 2021, mostrando uma melhora significativa nas expectativas comparadas ao levantamento anterior, feito no segundo semestre de 2017, quando a projeção era de queda de 3,1% ao ano, em média, nos investimento de 2017 a 2020”, informou o banco em comunicado.

Veja também


Enquete
Em sua opinião, qual o principal desafio dos educadores?
  • Parcial