Sorriso FM 99,1

22/06/2018 11:25
Lida 511 vezes.

Fernando Luiz com assessoria

O prazo para sacar o Abono Salarial PIS/Pasep calendário 2017/2018, ano base 2016, termina no dia 29 de Junho e mais de 2,2 milhões de pessoas ainda não resgataram o recurso. A quantia disponível chega a R$ 1,6 bilhão, segundo o Ministério do Trabalho.

"Não buscar esse direito é sinal da falta de educação financeira da população brasileira. Para que possamos realizar sonhos e ter melhores condições de vida, é imprescindível buscar os recursos disponíveis. Acredito que muitas pessoas não sacaram o valor por falta de informação. Portanto, é preciso divulgar para que os que mais necessitam não percam esse direito", explica Reinaldo Domingos, presidente da Associação Brasileira de Educadores Financeiros (Abefin).

É importante considerar a sua situação financeira atual para planejar o uso do valor disponível. Para os que estão endividados, o foco é o pagamento das contas com planejamento. É preciso analisar todas e priorizar as essenciais, que correspondem a serviços que podem ser cortados, como energia elétrica, água, aluguel, etc., e as quais possuem as maiores taxas de juros, como cheque especial e cartão de crédito.

Para ter direito ao saque, além de estar inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos, é preciso ter trabalhado com carteira assinada e recebido até dois salários mínimos mensais durante, pelo menos, 30 dias em 2016. Além disso, é preciso estar com os dados atualizados na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS), ano-base 2016. Os valores variam entre R$ 80 e R$ 954, dependendo do tempo trabalhado.

Como receber?

- Os beneficiários do PIS podem receber os pagamentos via crédito em conta; diretamente no caixa (apresentando o número do PIS e um documento de identificação) ou com o Cartão do Cidadão e senha em caixas eletrônicos, Casas Lotéricas e Correspondentes Caixa Aqui.

- Os beneficiários do Pasep podem receber os pagamentos via crédito em conta ou em uma agência do Banco do Brasil com documento de identificação.

Veja também


Enquete
Você já decidiu como irá votar nestas eleições?
  • Parcial