09/06/2018 14:44

Quantidade de visualizações: 388

Fernando Luiz com assessoria

Operando diariamente na rodovia BR-163/PA, desde dezembro de 2017, cerca de 220 homens, incluindo agentes de trânsito, servidores e colaboradores do DNIT do Pará, Mato Grosso e Brasília, efetivo do Exército e agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF), garantiram uma inspeção diária da rodovia para atuação preventiva ou emergencial no trecho, além de monitoramento e controle de tráfego, o que garantiu a segurança dos motoristas.

A operação do DNIT, em parceria com o Exército Brasileiro e a PRF, encerrou nessa semana e conseguiu manter a trafegabilidade no trecho não asfaltado da rodovia, que é uma importante rota de escoamento da safra de grãos da região Centro-Oeste, principalmente o estado de Mato Grosso, para os portos da região Norte.

Cerca de 4,5 mil toneladas de grãos foram transportados pela rodovia BR-163/PA, entre dezembro de 2017 e maio de 2018, segundo informações da Aprosoja.

A Superintendência Regional do DNIT no Mato Grosso (SR-DNIT/MT) enviou agentes, divididos em duas equipes, que revezaram os trabalhos durante todo esse período, realizando o controle de tráfego, com o objetivo de evitar filas e atoleiros, além de autuarem os motoristas irregulares que trafegaram por esse segmento.

Estas atividades, realizadas pelas equipes tanto do DNIT como da PRF e Exército, envolveram mais de 40 veículos especiais e outros equipamentos, tais como pick ups, retroescavadeiras, containers, caminhões carroceria, caminhões tanque, tratores agrícolas, motoniveladoras, escavadeiras hidráulicas, cavalos mecânicos com reboque.

O tráfego segue normalizado nos dois sentidos (norte e sul) de Campo Verde (km 30) até Novo Progresso e o Exército continua operando na rodovia. A maior parte da BR-163 está pavimentada desde Mato Grosso até o Pará, restando poucos trechos em obras. Dos 710 quilômetros da BR-163/PA localizados entre a divisa com Mato Grosso até a entrada para o Porto de Miritituba, 620 quilômetros já foram pavimentados pelo DNIT, representando um investimento de R$ 1,37 bilhão do Governo federal. Os pouco mais de 90 quilômetros a serem asfaltados estão divididos em dois lotes de obras que estão em andamento.

No período de chuvas intensas, devido à impossibilidade de executar o asfaltamento da pista, as obras concentram-se em serviços de manutenção, em que foram realizadas ações de recomposição do revestimento primário da pista e obras de drenagem, além de colocação de rocha.

Confira as obras na BR-163/PA:

- 710 km da divisa MT/PA até entrada de Miritituba;

- 620 km pavimentados;

- Cerca de 90 km em obras de pavimentação.