Sorriso FM 99,1

28/05/2018 15:13
Lida 803 vezes.

G1/MT


Os postos de combustível em Mato Grosso, afetados com a greve a dos caminhoneiros que fazem manifestação pelo 8º dia, estão sendo abastecidos com cargas escoltadas pela polícia. A informação é do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis de Mato Grosso (Sindipretróleo).

Nesta segunda-feira (28), 30 pontos com manifestações nas rodovias federais, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF). A polícia, no entanto, não informou o local de cada um.

Além das rodovias federais, há registros de manifestação e aglomeração de caminhoneiros na MT-480 e MT-358 em Tangará da Serra, a 242 km de Cuiabá.

Em Cuiabá e Várzea Grande, na região metropolitana da capital, um número pequeno de postos conseguiram reabastecer o estoque. O abastecimento nesses locais, entretanto, é limitado devido à grande demanda.

Segundo o sindicato, em Rondonópolis, a 218 km de Cuiabá, 50% dos postos já forma reabastecidos com as cargas escoltadas.

Escoltas

No domingo (27), os policias rodoviários federais fizeram a escolta de dois caminhões de combustível com destino ao município de Sorriso, a 420 km de Cuiabá, no norte do estado.

São 94.100 litros de combustível que servirão para abastecer veículos de emergência, das forças de segurança e dos serviços públicos essenciais. Ainda pela manhã, 10 caminhões-tanque foram escoltados pela PRF até o município de Rondonópolis, a 218 km de Cuiabá, no sudeste do estado. Militares do Exército ajudaram na operação.

Durante a madrugada de sábado (26), uma carga de 44 mil litros de combustível para aviação foi escoltada pela PRF do município de Rondonópolis, no sudeste do Mato Grosso, até o Aeroporto Internacional Marechal Rondon.

Veja também


Enquete
Qual sua opinião sobre os políticos brasileiros?
  • Parcial