19/05/2018 09:38

Quantidade de visualizações: 440

Assessoria

Curso será ofertado para padronizar o trabalho de poda em Sorriso



Estão abertas até o próximo dia 25/05 as inscrições para o curso de Poda Urbana. A inscrição é gratuita e pode ser feita na recepção da Câmara Municipal de Sorriso no período das 7h às 13h.

O curso teórico-prático terá carga horária de 20 horas e será realizado em três sábados (26/05, 09/06 e 16/06), das 8h às 12h e das 14h às 18h, no IFMT.

Para a capacitação, oferecida pelo IFMT em parceria com Câmara Municipal, Prefeitura Municipal e Energisa, estão sendo ofertadas 30 vagas. Os demais inscritos ficarão na lista de espera o próximo curso.

O conteúdo programático aborda temas como aspectos anatômicos e fisiológicos da planta, legislação, técnicas de poda e ferramentas e equipamentos de segurança.

Os detalhes do curso foram definidos numa reunião realizada na tarde de ontem (16) entre o coordenador do curso de Gestão Ambiental Lindomar Kinzler , os vereadores Professora Silvana (PTB), Bruno Delgado (PMB) e Claudio Oliveira (PR), e os fiscais da Prefeitura, Ademilson de Souza e Leandro dos Santos.

Na opinião dos parlamentares, o curso é importante para que o trabalho de poda seja organizado de maneira correta em Sorriso. “O objetivo é capacitar profissionais para que realizem suas atividades de arborização utilizando as melhores técnicas, ferramentas adequadas, equipamento de proteção individual e em acordo com a legislação”, explicou a vereadora.

Segundo informações da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente, sete podadores estão cadastrados para realizar esse trabalho, porém não possuem a formação. “Após essa capacitação, todos os participantes irão receber uma credencial que será emitida pelos órgãos competentes atestando seus conhecimentos”, completou Silvana.

INICIATIVA - A ideia de oferecer a capacitação aos podadores surgiu na audiência pública promovida pela Câmara no ano passado que discutiu o plantio, poda e a retirada de vegetação existente nos parques, logradouros públicos e vias públicas do Município.

MULTA - Conforme os fiscais, com o curso, espera-se reduzir o número de casos de danos irreversíveis nas árvores que compõem a paisagem urbana. Segundo eles, muitos moradores estão sendo multado por causa da poda radical. “Se o podador for cadastrado na Prefeitura ele será penalizado com o descredenciamento. Já o cidadão que o contratou recebe uma multa de R$ 462 por árvore “, alertou Ademilson, acrescentando que a multa é de R$ 19 mil para cada árvore retirada.