19/05/2018 06:41

Quantidade de visualizações: 630

Assessoria

Além dos 18 municípios já cadastrados para receber atendimento oftalmológico durante a 14ª edição da Caravana da Transformação em Sinop, pacientes de outras oito cidades que não estavam inclusas na lista foram acrescentados nesta sexta-feira (18.05). A medida atende a uma solicitação das centrais de regulação de alguns municípios que acumularam pedidos de pacientes em suas regiões de saúde já atendidas pelo projeto da Caravana. Estes pacientes estavam regulados pelo Sistema de Regulação (Sisreg).

“Os municípios pediram ajuda para zerar a demanda que ainda tinham. Algumas pessoas estão aguardando há mais de um ano na fila do SUS para fazer a cirurgia e como trata-se de um número pequeno de pacientes por cidade, vamos atendê-los juntamente com os outros 18 municípios que fazem parte da edição da Caravana de Sinop”, explicou o coordenador-Geral da Caravana, José Arlindo de Oliveira.

Entre os municípios inseridos agora estão Nova Santa Helena, Terra Nova do Norte, Colíder, Guarantã do Norte, Marcelândia, Novo Mundo, Peixoto de Azevedo e Apiacás.

A edição de Sinop atenderá ainda pacientes regulados pelos municípios de Sinop, Sorriso, Cláudia, Feliz Natal, Santa Carmem, Ipiranga do Norte, Itanhangá, Lucas do Rio Verde, Nova Maringá, Nova Mutum, Nova Ubiratã, São José do Rio Claro, Santa Rita do Trivelato, Tapurah, Vera, Diamantino, Tabaporã e União do Sul. A 14ª edição da Caravana da Transformação será realizada entre os dias 21 de Maio a 2 de Junho, no estacionamento do Estádio Gigante do Norte.

Para receber atendimento oftalmológico na Caravana, é necessário ter idade a partir de 55 anos. A programação conta com consultas e exames dos dias 21 de maio a 27 de maio, cirurgias agendadas de catarata, pterígio e yag laser, de 23 de maio a 02 de junho e serviços de cidadania nos dias 24, 25 e 26 de Maio.

As prefeituras municipais são responsáveis pelo deslocamento dos pacientes até a cidade sede. Além de auxiliar a população que não tem condições de pagar uma cirurgia ou consulta particular, a Caravana da Transformação é realizada com recursos próprios do Governo do Estado e todos os procedimentos são pagos com valores da tabela SUS.

A equipe médica é formada por cirurgiões, anestesistas e um oftalmologista responsável pelo acompanhamento pós-operatório de 24h, sete dias e 30 dias.