16/05/2018 10:41

Quantidade de visualizações: 479

Heverton Luiz com Assessoria

Após uma matéria ser veiculada em alguns sites da região relatando o pagamento de marmitas efetuados pela prefeitura municipal de Sorriso no valor aproximado de R$ 16.000,00 referente ao mês de março de 2018. A assessoria encaminhou uma nota esclarecendo os fatos.

Confira:

NOTA DE ESCLARECIMENTO

A Prefeitura de Sorriso vem a público esclarecer que, ao contrário do que fora noticiado por alguns veículos de comunicação, as despesas citadas na “matéria”, publicada na data de ontem (15), são provenientes do fornecimento de marmitex, de acordo com o Pregão 023/2017, para os servidores públicos municipais.

Somente na Unidade de Pronto Atendimento (UPA), por exemplo, são servidas mensalmente cerca de 450 marmitex, totalizando mais de R$ 5,6 mil por mês. Outro exemplo acontece na Secretaria Municipal de Transportes, que fornece marmitex para os servidores que trabalham na recuperação das pontes e estradas rurais. Somente em março, devido ao período chuvoso, a pasta teve que trabalhar todos os dias, inclusive domingos e feriados, para garantir a trafegabilidade e o escoamento da produção local, demandando pouco mais de R$ 3 mil em marmitex para os servidores. Parte do valor empenhado em março, mais de R$ 3,1 mil, foi dinheiro oriundo do Funrebom, e serviu para a compra de marmitex destinadas aos bombeiros militares de Sorriso.

Primando pela transparência dos atos e economicidade do dinheiro público, a Prefeitura trabalha com processos licitatórios para escolha dos seus fornecedores. Neste caso, a empresa vencedora do certame tipo Pregão Presencial (023/2017) fornecia marmitex para a Administração Municipal pelo custo de R$ 12,55 a unidade, valor inferior ao comercializado no município.

Sendo assim, a Prefeitura de Sorriso reafirma que tais valores não foram pagos para alimentação do prefeito, vice ou secretários municipais, e sim para garantir alimentação dos servidores públicos. O Departamento Jurídico da Prefeitura está tomando as devidas providências para que novas inverdades como esta não sejam publicadas.