24/04/2018 19:11

Quantidade de visualizações: 477

O Livre

Cerca de 60 produtores rurais da região de Sinop (500 Km de Cuiabá) impediram uma invasão de terra em andamento nas proximidades da cidade.

De acordo com o presidente do Sindicato Rural de Sinop, Ilson Redivo, a proprietária das terras, localizada no município de Claudia (60 km de Sinop), pediu ajuda para coibir a invasão.

“A Telma nos procurou, ela tinha acabado de ir à delegacia registrar um Boletim de Ocorrência, então procuramos a polícia e nos organizamos para negociar com os invasores. Quando chegamos na propriedade, na segunda-feira (23), de manhã, constatamos que não eram muitas pessoas, pouco mais de dez, mas eles já tinham quase vinte barracos construídos. Então buscamos um entendimento e negociamos a saída deles”, explicou Redivo.

O presidente alertou que apesar da saída pacífica dos sem-terra, ele acredita que ainda no fim de semana as invasões voltem a acontecer.

“Na verdade, essas pessoas (que invadiram a propriedade) estão sendo ludibriadas por um tal de Jairo (suposto advogado de Cuiabá) que vendeu a inscrição para entrarem supostamente na lista da reforma agrária no valor de R$600. Nós vimos recibos que diz que este local seria o assentamento Água Limpa, que eles teriam direito de estar no local. Foram mais de 1,2 mil pessoas que compraram esse ‘direito’, então temos que nos preparar para novas invasões”, alertou.

A operação de retirada contou com o apoio da Força Tática da PM e dos fazendeiros que bloquearam a entrada da estrada Guaxupé que da acesso a Usina Hidrelétrica em implantação e à propriedade.Alguns fazendeiros permanecem no local e continuam se revezando para tentar impedir o retorno dos invasores.