Sorriso FM 99,1

14/04/2018 18:30
Lida 839 vezes.

Heverton Luiz - da redação


Nesta sexta-feira (13) o ex-prefeito de Sorriso Dilceu Rossato (PSL) concedeu uma entrevista ao programa A Voz do Povo confirmando a pré-candidatura ao governo do estado de Mato grosso.

Segundo Rossato, o que o levou a tentar a disputa nesse ano de 2018 foi o planejamento de mudanças através do pré-candidato à presidência da república Jair Bolsonaro. “Apareceu o Bolsonaro com uma proposta diferente, eu fui convidado a fazer parte deste partido, me filiar ao PSL juntamente com o Bolsonaro, naturalmente já me colocaram como pré-candidato ao governo do estado, a princípio não acreditávamos nessa possibilidade, dentro de poucos dias fomos procurados pelo próprio Bolsonaro, fomos a Brasília e lá nos convidaram a colocar o nome como disposição”.

Rossato comentou que as negociações com outros partidos já começaram. “Hoje montamos um time, estamos com candidatos a Senadores, pré-candidatos a deputados estaduais e Federais, estamos negociando dois partidos, o PODEMOS e o PSL que é nosso e mais cinco partidos, são partidos pequenos e novos, com novas propostas para o país e para o Estado de Mato Grosso”.

Durante a entrevista, Rossato destacou a confiança, e que está pronto para a eleição. “Estamos consolidando esse processo de pré-candidatura, chegando até lá com o nosso nome bem divulgado no estado, nós vemos uma possibilidade muito grande nessa eleição, até então vamos acompanhar esse ritmo do Bolsonaro, acredito que deve vencer no primeiro turno as eleições, vamos trabalhar nesse projeto”.

O pré-candidato destacou que Sorriso poderá ter, pela primeira vez, um Governador do estado. “Queremos convidar Sorriso, que agora esqueçam as eleições municipais, os dois lados partidários, que possamos consolidar um projeto pelo município e pelo estado, pela primeira vez podemos eleger um Governador, um suplente de Senador e um Deputado Federal. Provavelmente isso aconteça se tiver a união de todos, as camadas sociais, sindicados, CDL, ACES, chamar todos para abraças esse projeto, porque até então este governo que aí está tem um projeto para aumentar toda carga tributária, não só dos produtores mas também do comercio, e não concordamos com esse sistema”.

Com relação ao projeto de governo ele destacou a parceria que devera ter com os municípios. "Temos o conhecimento de vida pública, 8 anos de prefeito, administrar o estado é mais simples ao meu entendimento, vamos fazer um outro modelo de gestão, vamos trazer os problemas que tem no município, vamos fazer parcerias com os municípios, o estado irá deixar de fazer obras ele propriamente, quem irá fazer essas obras serão os municípios, vamos implantar um novo modelo de governo".


Veja também


Enquete
Tramita na Câmara Municipal um Projeto de Lei que prevê a obrigatoriedade do plantio de grama em terrenos baldios.
  • Parcial