Sorriso FM 99,1

13/04/2018 06:24
Lida 539 vezes.

G1/MT

prefeito e vice de Nova Bandeirantes, distante 980 km de Cuiabá, Valdir Pereira dos Santos (PSB) e Jeremias Menezes Baiocho (PP), respectivamente, tiveram os diplomas cassados pela Justiça Eleitoral por, entre outros motivos, utilização de recursos não contabilizados na última campanha eleitoral.

O G1 não conseguiu localizar a defesa dos citados.

A decisão é do juiz da 50ª Zona Eleitoral, Bruno César Singulani França e foi publicada nesta quinta-feira (12).

A sentença atende a um pedido feito da coligação adversária a do atual prefeito.

Segundo a denúncia, os eleitos não teriam feito a prestação de contas da campanha, omitido gastos no último pleito, usado recibos falsos de doações e outras irregularidades.

O vice-prefeito de Nova Bandeirantes, Jeremias Menezes Baiocho (PP) (Foto: Prefeitura/Divulgação)O vice-prefeito de Nova Bandeirantes, Jeremias Menezes Baiocho (PP) (Foto: Prefeitura/Divulgação)

O vice-prefeito de Nova Bandeirantes, Jeremias Menezes Baiocho (PP) (Foto: Prefeitura/Divulgação)

De acordo com o magistrado, ficou comprovado durante o processo os crimes praticados durante o último pleito.

“Há uma cumulação sistemática de irregularidades insanáveis por eles praticadas. […] Os candidatos falsearam documentos encartados em suas prestações de contas eleitorais e utilizaram recursos obtidos por meio de “caixa 2” de campanha para pagamento de serviços prestados por uma das testemunhas ouvidas em juízo”, diz trecho da decisão.

Veja também


Enquete
Você é contra ou a favor da redução da verba indenizatória para deputados e servidores de alto escalão do Poder Legislativo de MT, proposta pelo deputado estadual Ulysses Moraes (DC).
  • Parcial