Sorriso FM 99,1

21/03/2018 07:45
Lida 757 vezes.

Assessoria

A Secretaria Municipal de Educação e Cultura (Semec) realizou na última segunda-feira (19), a assinatura do termo de fomento para repasses às Associações de Pais e Mestres (APM’s). O valor total repassado às unidades escolares soma R$ 976 mil.

Conforme a responsável pela pasta, Lúcia Drechsler, o repasse é de “importância extrema porque as unidades escolares precisam ter autonomia para planejar e executar os seus trabalhos”. Lúcia pontuou ainda que todos os gestores estão preparados para que este recurso seja bem aplicado.

A secretária salientou que para efetivar o repasse, a Administração Municipal estudou e analisou as necessidades de cada escola e Cemeis, levando em consideração o número de alunos e as demandas. “Os repasses foram efetuados de acordo com as necessidades individuais das unidades escolares”, acrescentou.

Presente no ato, o prefeito Ari Lafin, destacou a importância de garantir autonomia no dia a dia de cada escola. “Cada escola e Cemeis sabe qual a sua prioridade. Repassar esse recurso para que possam se organizar internamente e atender a essas demandas é liberdade de administração e uma forma de exercer a gestão democrática”, pontuou.

De acordo com a Semec, 34 unidades, sendo 20 escolas e 14 Cemeis estão com APM’s constituídas e podem receber o recurso com a organização da documentação. Na segunda, a Escola e o Cemeis Flor do Amanhã efetivaram a assinatura do termo de fomento por já terem o plano de trabalho e documentação aprovados. Associações que não efetivaram a assinatura ou que ainda tenham dúvidas em relação à documentação, podem procurar o setor de convênios, no Paço Municipal para mais esclarecimentos.

A secretária lembrou ainda que em reunião com os diretores, realizada no início de março, foi aberto espaço para que os técnicos do setor de convênios explicassem aos diretores as alterações e novas exigências para a efetivação dos termos de convênios. Lúcia reforçou a importância de presidentes e tesoureiros das APM’s acompanhar os gestores e auxiliar na elaboração dos planos de trabalho.

O coordenador do setor de convênios, Givaldo Magalhães, também ressaltou a necessidade da apresentação de todos os documentos. Magalhães ressaltou que o setor está à disposição para auxiliar os integrantes das APM’s. “Estamos auxiliando desde fevereiro nessa pauta. Destacamos para quem ainda não apresentou, que o plano de trabalho com a descrição das metas, despesas e objetivos é fundamental porque o acompanhamento das unidades será realizado a partir do plano de trabalho que foi inicialmente apresentado”, explicou.

Magalhães salienta ainda que “a elaboração de um bom plano, de um bom projeto é fundamental para concretizar a parceria. Não há como aprovar um plano mal elaborado, pois no fim do processo cabe até mesmo a devolução do recurso”. O coordenador reafirma que somente após a aprovação de todos os itens e da documentação é que será assinado o termo de fomento e repassado o recurso para as Associações de Pais e Mestres (APM’s).

Veja também


Enquete
Qual sua opinião sobre os políticos brasileiros?
  • Parcial