12/03/2018 07:28

Quantidade de visualizações: 164

Notícias ao Minuto

Juízes federais e trabalhistas vão parar na próxima quinta-feira (15) em ação para defesa do auxílio-moradia, que poderá ser extinto por decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) no dia 22. Os magistrados, porém, estão otimistas e trabalham com a hipótese de terem 6 ministros favoráveis à causa e 5 contrários.

Entre as possibilidades em debate no Supremo, segundo a Folha de S. Paulo, está o envio ao Congresso por parte do próprio STF e da Procuradoria-Geral da República de pauta relativa a um reajuste salarial a juízes e procuradores - até que a medida fosse aprovada, o auxílio-moradia seria mantido.

“Estamos mobilizados pela recuperação de perdas salariais e contra projetos de lei que ameaçam a independência dos juízes”, disse ao jornal o presidente da Anamatra (Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho), Guilherme Feliciano.