Sorriso FM 99,1

11/01/2018 16:50
Lida 1051 vezes.

GD

Morreu nesta quarta-feira (10) à noite, sem diagnóstico, o adolescente Vitor Hugo, 15, de Sinop (500 Km ao norte de Cuiabá).

Ele estava internado no Pronto-Socorro Municipal de Cuiabá (PSMC), para onde foi transferido, por pressão da mãe dele, Daniela Luciana, que vinha lutando para conseguir o devido atendimento ao rapaz. Mas só no PS faltavam pelo menos 4 especialistas gastrointestinal, nutrólogo, endocrinologista e reumatologista.

No atestado de óbito, segundo a mãe, consta como causa da morte choque séptico grave, ou seja, infecção generalizada. Mas a doença que o enfraqueceu até a morte, começando por forte diarreia, não foi identificada e ainda é um mistério.

Em mais de 3 meses de internação, Vitor foi operado 3 vezes. "Abriram a barriga dele para investigar e nada e ele veio transferido de Sinop até a Capital com a barriga aberta, igual a um bicho", lamenta a mãe.

A família que, nos últimos dias de vida do garoto, vem denunciando a falta de médicos especialistas que pudessem salvá-lo, já decidiu que vai processar por negligência as unidades hospitalares que o receberam e também médicos e gestores públicos. "Faço isso por meu filho mais velho, pelos filhos de todas as famílias, que possam vir a precisar também e não encontrar, para que a negligência não bata mais à porta de ninguém", diz a mãe, de luto.

Na luta pelo melhor atendimento do filho, afirma que foi humilhada. "Em uma ocasião, fiz cobranças a uma médica, disse que estava ocorrendo negligência, e, na maior grosseria, ela me questionou se eu sabia o que é isso. Eu sei sim, é a falta de cuidar como se deve de um paciente", narra a mãe.

Ela disse que vai cobrar os prontuários e documentação médica do filho, para juntar no processo judicial.

O corpo de Vitor foi encaminhado à Sinop na manhã desta quinta-feira (11) por uma funerária para o velório e sepultamento.

Outro lado

Ao ser questionada sobre este caso, a Secretaria Municipal de Saúde de Cuiabá negou a falta de médicos no Pronto-Socorro e afirmou que o rapaz estava sendo assistido na UTI, recebendo toda a atenção necessária para que a saúde dele fosse reestabelecida.

Veja também


Enquete
Você já decidiu como irá votar nestas eleições?
  • Parcial