15/12/2017 09:52

Quantidade de visualizações: 1021

Decom


Uma comitiva de servidores da saúde de Sorriso esteve, na última terça feira(12), no município de Tangará da Serra. A visita teve como objetivo oficializar a parceria com a Universidade Estadual de Mato Grosso (UNEMAT), Campus de Tangará da Serra, através da Secretaria de Estado de Saúde (SES) e com apoio da Secretaria Municipal de Saúde de Tangará da Serra, para um projeto de Diagnóstico Rápido do zika vírus que visa otimizar as ações de prevenção às doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti.

Na ocasião, a equipe, composta pelo secretário de Saúde e Saneamento, Devanil Barbosa; a coordenadora da Vigilância em Saúde, Tayná Vacáro; a coordenadora da Central de Regulação, Joelma Goulart; e o administrador do sistema e-sus, Juliano Pires, foi recepcionada pelo secretário, Itamar Martins Bonfim, e pelo prefeito daquele município, Fábio Martins Junqueira, além da docente da UNEMAT, a doutora Ana Cláudia Terças, que é responsável pelo o projeto de pesquisa sobre zika vírus em Tangará da Serra.

A equipe de saúde realizou visitas aos estabelecimentos de saúde e participou de reuniões com o prefeito e secretário daquele município, quando foram debatidos diversos assuntos acerca de diferentes aspectos da gestão da saúde , estratégias e parcerias para superar os desafios na saúde pública. Entre eles, a importância do monitoramento e diagnóstico rápido para o tratamento das doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti, como Dengue, Zika e Chikungunya.

Através da parceria, a UNEMAT já disponibilizou, incialmente, mil unidades de testes rápidos para o município de Sorriso.“ A utilização dos testes rápidos para o zika vírus é de extrema importância, pois vai auxiliar nossos profissionais da saúde no diagnóstico diferenciado, porque os sintomas iniciais das doenças como dengue, zika, chikungunya, hantavirose e da gripe comum, são muito similares, então, este diagnóstico rápido, que fica pronto no mesmo dia, vai auxiliar na conduta e no tratamento e assim na evolução clínica favorável ao paciente, com um tratamento rápido e eficaz” explicou secretário saúde saneamento, Devanil Barbosa.

Para a docente da UNEMAT, a doutora Ana Cláudia Terças, a ferramenta é importante para traçar um diagnóstico das doenças relacionada ao mosquito no município. “ Estes testes rápidos vão servir de estudo para definir o perfil de diagnóstico de nosso município, e, para 2018 implantarmos o Sistema de Inquéritos Epidemiológico de nossa população, em parceria com a SES, Universidade Federal de mato Grosso, Universidade do Rio Grande do Sul, e Ministério da Saúde , isso é um grande avanço na saúde pública”, ressaltou ela.