08/11/2017 09:09

Quantidade de visualizações: 2512

NEM POLÍCIA PASSA

Ivan Oliveira com Jonathan Kennidy




Uma viatura da Polícia Militar, 12ª Batalhão de Sorriso, agora pela manhã. No veículo estavam policiais que se descolocavam para atender uma ocorência na região de Sinop. A viatura não estava com placas cadastradas no sistema da empresa, e por essa razão, teria sido impedida de passar e só teve passagem liberada depois que um dos PMs pagou o valor de R$ 6,90.

A informação foi confirmada por um policial ao jornalista Jonathan Kennidy. A Rádio Sorriso esta buscando contato com a assessoria da Rota do Oeste, concessionária responsável pela cobrança.

Volte em instantes para mais informações.

Nota da Rota do Oeste

A Rota do Oeste segue um procedimento legal para cadastro de veículos isentos de pagamento de pedágio, o que inclui as viaturas do Comando da Polícia Militar de Mato Grosso. No caso da PM, especificamente, um convênio foi firmado com o Comando da Corporação, em Cuiabá, que regula este cadastramento, também seguido à risca pela Concessionária. Nele, foi acordado o prazo até o dia 5 de novembro para o cadastramento de viaturas e veículos oficiais para isenção de pagamento nas nove praças de pedágio ao longo da BR-163.

Conforme regras contratuais, veículos de placas brancas e pretas são liberadas sem necessidade de cadastro. Porém, automóveis de placas cinzas devem ter as informações inseridas no cadastro da Concessionária, conforme foi amplamente divulgado junto às instituições. A Polícia Militar foi uma das instituições que realizou este processo, tendo cerca de 800 veículos cadastrados. Em relação a viatura citada, que passou pela praça de Sorriso, após levantamento da Rota contatou-se que a mesma não está incluída nesta lista. Por este motivo, foi realizada a cobrança, assim como é feito com os demais automóveis que passam pela região.

Para cadastrar os veículos, é necessário que as instituições entrem em contato com a Rota do Oeste, por meio da Ouvidoria. Os processos são analisados pelo setor Jurídico e em seguida, caso estejam de acordo com a lei, é feita a inserção no sistema. O serviço é gratuito e a Concessionária tem prazo de cinco dias úteis para finalizar o processo.