04/10/2017 16:09

Quantidade de visualizações: 172

Fonte: Ascom Famato

O Sistema Famato e a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) farão ações conjuntas em projetos de ensino, pesquisa e extensão rural. Uma reunião entre o presidente da entidade Normando Corral e a reitora da universidade Myrian Serra, realizada esta semana na sede da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato), resultou no primeiro passo dessa parceria.

Segundo o presidente, parcerias entre instituições de ensino e o agro são sempre bem-vindas e necessárias. Para ele, a academia em geral precisa deixar o viés ideológico de esquerda e reconhecer que a agricultura traz benefícios para a sociedade. "O Sistema Famato sempre buscou essas parcerias por saber que aliar a produção e o conhecimento acadêmico é o caminho para continuarmos desenvolvendo nossa agricultura sustentável", afirmou.

Conforme a reitora Myrian Serra, existem vários professores na universidade que desenvolvem diversas pesquisas na área rural e podem contribuir positivamente para o setor. “Queremos estreitar essa relação institucional, pois temos vários professores e muitas ações. Temos também várias áreas que podem ser trabalhadas e laboratórios", afirmou.

Normando Corral considerou a proposta positiva e lembrou que a entidade já faz diversos estudos e trabalhos por meio do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) em parceria com a UFMT. Entre eles estão: Caracterização da Cadeia Avicultura de MT (2009), Matriz Insumo Produto (2010), Análise do Impacto do Crédito Agrícola na Agropecuária de Mato Grosso (2015), Perdas Reais do Grão de Soja com Algum Tipo de Avaria e o Outlook 2025.

Ao final da reunião ficou acordado que será feito um protocolo de intenções entre o Sistema Famato e a UFMT que deve ficar pronto entre 60 e 90 dias. Para a construção da parceria foram designados representantes do Sistema Famato e da universidade que irão traçar as melhores estratégias.

Também participaram da reunião os diretores da Famato Vilmondes Tomain e José Luiz Fidelis, o superintendente do Senar-MT Otávio Celidonio, o superintendente do Imea Daniel Latorraca, o pró-reitor do campus de Sinop Roberto Carlos Beber, o coordenador do programa de pesquisa e extensão Agrisciences Daniel Carneiro de Abreu, o diretor do Instituto de Ciências Agrárias e Ambientais do campus Sinop Eduardo Henrique Bevitori Kling de Moraes e a secretária de Relações Internacionais da UFMT Irene Cristina de Mello.

O Sistema Famato é formado pelas entidades: Famato, Imea, Senar-MT (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural) e 90 Sindicatos Rurais de Mato Grosso.