25/07/2017 17:39

Quantidade de visualizações: 562

Ascom Aprosoja

O Soja Plus ganha mais um "carimbo" em seu passaporte de reconhecimento da produção sustentável do grão em Mato Grosso. Nesta terça-feira (25), em Sorriso, a Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja) assinou uma parceria inédita com a Iniciativa de Comércio Sustentável (IDH), uma organização holandesa com foco em sustentabilidade.

Com o nome "Melhoria Contínua para uma Área de Abastecimento Sustentável", o projeto piloto tem a meta de, em até dois anos, ampliar a abrangência do Soja Plus para 200 novas propriedades de agricultores. O aporte financeiro da IDH será de 600 mil euros neste período e, no primeiro momento, o foco será no auxílio para recuperação de áreas de preservação permanente degradada (APPD) e na valorização dos ativos ambientais das propriedades.

"O que a sociedade europeia espera é que a soja seja produzida dentro dos padrões das legislações brasileiras, que sabemos que são difíceis de serem entendidos e cumpridos. Mas exatamente pelo que o Soja Plus vem fazendo nos últimos cinco anos, levando conhecimento, treinamento e capacitação tanto para os produtores como para seus funcionários, é que tivemos interesse e estamos conversando com a Aprosoja ao longo dos últimos anos", explica Daniela Mariuzzo, da IDH.

Como lembra o presidente da Aprosoja, Endrigo Dalcin, a assinatura desta terça-feira com a IDH é reflexo do Memorando de Entendimento assinado em janeiro deste ano com a União Europeia, em Portugal. Na ocasião, participaram do ato a Associação Brasileira de Indústria de Óleo Vegetal (Abiove), a Federação Europeia de Fabricantes de Ração (Fefac), a Associação Industrial de Óleo Vegetal e Farelo Protéico da União Europeia (Fediol) e a própria IDH.

"Hoje somos cerca de 1.100 agricultores no Soja Plus, que representam quase 2 milhões de hectares de soja plantados, em um universo de 9,4 milhões de hectares de cultivo em Mato Grosso. Já somos um número significativo e queremos mais. O Soja Plus é o passaporte da nossa soja, nosso exemplo de produção sustentável, e o que assinamos aqui hoje é uma demonstração disso. A assinatura com a IDH coroa um trabalho que já vem sendo realizado e que, a partir de agora, será ainda mais acelerado", pontua Dalcin.

Autoridades – Também estiveram presentes no Fórum Soja Plus de Sustentabilidade o vice-governador de Mato Grosso e atual secretário de Estado do Meio Ambiente (Sema), Carlos Fávaro, e o secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Neri Geller.

De acordo com Fávaro, ex-presidente da Aprosoja, o Soja Plus é um programa de excelência e peça fundamental para o mercado externo. "O Soja Plus ganhou espaço no mundo, com protocolos assinados com a China e a União Europeia. O mundo não quer mais comprar qualquer produto, não aceita comprar produtos sem a garantia da qualidade. E a qualidade não fica explícita só na qualidade física, na qualidade intrínseca da soja, do milho, do algodão. É a origem. O mundo quer saber como aquele produto foi produzido, a qualidade da origem, a rastreabilidade. E o Soja Plus tem isso como excelência. É uma grande oportunidade de mercado aos nossos produtores e eles são conscientes disso", afirma.

Para o secretário Neri Geller, a assinatura é fundamental para o contexto internacional de como a agricultura é vista. "A assinatura dessa parceria é importante para contrapor um pouco a imagem do Brasil de que fazer produção acontecer fere ou feria a legislação ambiental. Pelo contrário. A produção acontece de forma altamente sustentável. E o Soja Plus traz exatamente as adequações ambientais, sustentáveis e trabalhistas, além de uma gestão da propriedade rural mais adequada. Além disso, isso reflete de maneira positiva no mercado internacional".