15/07/2017 16:21

Quantidade de visualizações: 2492

Jonatha Kennedy

Cleverson dos Santos que foi preso na tarde deste sábado (15/07), após furtar um salão de beleza na Rua Mato Grosso pela guarnição da Polícia Militar comanda pelo Sgt I. Moura, confessou ter matado a travesti Loly.

Segundo Cleverson, ele primeiro tentou furtar a Paróquia Santa Luzia, e logo após encontrou Loly na rua e os dois foram para o pátio de um supermercado. Lá eles começaram a usar drogas agachados e então Loly perguntou se Cleverson queria transar com ele, Cleverson disse não, então quando Loly foi se levantar, Cleverson desferiu golpes de chave de fenda em Loly que caiu e ficou agonizando no local. A arma do crime é a mesma que Cleverson tentou horas antes furtar a Paróquia Santa Luzia.

Ainda segundo Cleverson ele pegou o tênis de Loly e outros pertences e fugiu do local e foi trocar por drogas.

Cerca de duas horas após o homicídio, Cleverson voltou ao local do crime para ter certeza que Loly estava morta.

Cleverson ainda disse que não foi ele que pegou os R$ 50,00 que estava na bolsa de Loly.

Cleverson dos Santos, vulgo Zico, 28 anos, ainda mentiu sobre sua identidade, dizendo que seu nome era Júlio Cesar.