11/07/2017 10:47

Quantidade de visualizações: 426

Da Assessoria

FOTOS: NEY PINHEIRO

Com o toque do sol sorrisense nos cabelos, em carro aberto do Corpo de Bombeiros, as campeãs brasileiras do Handebol Feminino Infantil percorrem neste momento as principais avenidas da cidade. Com olhar atento, segue também no caminhão o professor, Jordane Santos, que há dois anos treina o grupo.

Eufóricas, as meninas contam que o primeiro jogo da série de cinco, que às levou até a taça, foi o mais difícil. Segundo a capitã da equipe, Gabrieli Couto, “o empate com Castro Alves em 13 X 13 foi difícil porque tinha toda a pressão da torcida”, conta. “Mas no fim, Castro Alves torceu por nós. Elas vibraram e aplaudiram muito quando fomos receber o título”, acrescenta Karoline Alves.

É também da ASHb/Sicredi/Sorriso a artilheira do campeonato. Com 32 gols marcados, o destaque ficou com Waléria Monteiro Zanan, de 14 anos que há 9 anos já frequenta as quadras e treina handebol. Waléria diz que não sabe explicar a emoção do momento, “demorou um pouco para percebermos que éramos campeãs brasileiras. Foi muito emocionante mesmo”, destaca a jovem atleta que já decidiu o futuro, “seguir carreira no handebol”.

Para isso, as meninas contam com o apoio integral do treinador Jordane Santos. Conforme o professor, o grupo que levantou a taça treina há dois anos, de segunda à sexta-feira, todas as tardes no Fermino Maleski. “Esse título veio com o trabalho e o esforço conjunto de todos. Realizamos um grande preparo para isso e alcançamos a nossa meta, tanto que no ano passado fomos campeões na categoria cadete para atletas sub-16, com um time sub-14”, ressalta.

E de superação essa equipe entende bem. Que o diga a mãe da Chelsea Santos, uma das goleiras do grupo. Dona Gê Soares, mãe orgulhosa da Chelsea, relata que aos 8 anos a filha sofreu uma parada renal. “Foram 15 dias na UTI e a recomendação médica de praticar esportes. Eu queria que ela fizesse natação, mas a Chelsea escolheu o handebol e desde então, nós só temos comemorado boas notícias”. Hoje com 12 anos, a menina também sonha em seguir com a carreira, segundo a mãe.

No que depender do apoio dos professores e da equipe responsável pelas escolinhas de handebol da Prefeitura Municipal, o sonho da Chelsea e de todas as outras está garantido. É o que salienta o responsável pela Secretaria de Esporte e Lazer, Júnior Brandão, que ao parabenizar a delegação, lembrou também do trabalho dos professores Cristiano, Telma, Willian, Luciano e Cláudio, além de parabenizar e agradecer aos professores Jordane e Rafael Takaki pela conquista.

Para o prefeito em exercício, Gerson Bicego, o trabalho desenvolvido nas escolinhas e a conquista do brasileiro vai além de títulos e troféus. “É um trabalho de envolvimento social, de doação também de todos os treinadores, dos atletas e das famílias. E hoje estamos todos orgulhosos dessas meninas, que ainda tão novinhas, já são inspiração para nós adultos e para tantos outros que sonham em seguir carreira no esporte”, pontuou Bicego.

O título de campeão nacional na categoria é inédito para o município e para o estado de Mato Grosso. O handebol feminino sorrisense acumula os títulos de campeão da segunda divisão do brasileiro escolar de 2012; quarto colocado no brasileiro infantil de 2012; quinto no brasileiro infantil de 2013; terceiro no brasileiro infantil 2015 e campeão mato-grossense cadete em 2017. Em 2016, venceu o cadete que é para atletas sub-16, com um time sub-14.

A conquista veio após uma sequencia de cinco jogos: no primeiro, contra as donas da casa de Castro Alves/ES, as sorrisenses empataram em 13 X 13; no segundo a ASHb/Sicredi/Sorriso, venceu as meninas da Capital Federal, Brasília, com um placar de 19 X 12; na terceira partida o placar foi de 25 X 13 em cima das meninas da UNIP/São Bernardo do Campo.

O resultado contra a UNIP, garantiu a vaga para a semi-final, disputada na sexta-feira (07), com a equipe de Novo Hamburgo/RS com placar positivo de 25 X 11 para as sorrisenses que ainda no sábado (08), disputaram o título contra as meninas da Capital Federal e levaram a melhor, por 24 X 17, a ASHb/Sicredi/Sorriso, faturou o Campeonato. Todos os jogos foram disputados no Ginásio Jayme Navarro de Carvalho, em Vitória/ES.

A ASHb/Sicredi/Sorriso é formada por 14 meninas e dois dirigentes, o técnico Jordane Santos e o auxiliar Rafael Takaki. A ASHb/Sicredi/Sorriso conta com o apoio da Prefeitura Municipal de Sorriso, por meio da Secretaria de Esportes e Lazer e da Cooperativa Sicredi.

Confira quem são as campeãs do Campeonato Brasileiro de Hanbebol Feminino Infantil/2017:

Jhenyfer Taynara Dias Da Silva

Leandra Vitória De Souza Dias

Gabriela Lins Ramos

Gabrieli Gonçalves Couto

Mikaelle Tailaine Drobot

Waleria Monteiro Zanan

Gabriela Aparecida Stasiak

Jhennifer Moraes Vieira

Karoline Candida Alves

Milena Orcherski Lopes

Gisselle Barbosa Barros

Ana Luiza De Oliveira Carvalho

Maria Eduarda Felicio Siqueira

Chelsea Nielly Soares Dos Santos

​Sorriso recepciona as campeãs nacionais do Handebol Infantil​Sorriso recepciona as campeãs nacionais do Handebol Infantil​Sorriso recepciona as campeãs nacionais do Handebol Infantil​Sorriso recepciona as campeãs nacionais do Handebol Infantil​Sorriso recepciona as campeãs nacionais do Handebol Infantil​Sorriso recepciona as campeãs nacionais do Handebol Infantil​Sorriso recepciona as campeãs nacionais do Handebol Infantil​Sorriso recepciona as campeãs nacionais do Handebol Infantil