23/06/2017 16:22

Quantidade de visualizações: 379

Olhar Direto


A estudante de Direito, Aline Fontes, de 20 anos, do município de Cáceres (220 km da capital) foi eleita a Miss Mato Grosso Be Emotion 2017, durante evento realizado nesta quinta-feira (22.06), a partir das 20h30, no Buffet Alphaville Premium, em Cuiabá. Ela representará o Estado no concurso Miss Brasil, em agosto deste ano.

Aline mede 1,75 m de altura e pesa 57 kg, ela recebeu a coroa da Miss Mato Grosso, Taiany Zimpel, de 18 anos, que também é estudante de Direito. “Estou muito feliz com a oportunidade de representar a beleza das mulheres de Mato Grosso, vou me dedicar para ser uma referência positiva”, afirma a vencedora.

Quinze candidatas concorreram. Mariana Tiepo, de 22 anos, formada em Agronegócio, ficou em segundo lugar representando Lucas do Rio Verde; e Bárbara Lopes, 23 anos, advogada, ficou em terceiro, pelo município de Primavera do Leste.

Também participaram do concurso jovens de Cuiabá, Várzea Grande, Chapada dos Guimarães, Vila Operária, Poxoréo, Rondonópolis, Nobres, Nova Santa Helena, Nossa Senhora do Livramento, Pontes e Lacerda, Sinop e Tangará da Serra.

Para o colunista social Warner Willon, organizador do evento há 27 anos, o concurso é importante porque leva a cultura mato-grossense para o país e o mundo. “Diferente do perfil de modelo, a miss se torna uma referência para crianças e adultos, porque passa a atuar ativamente na sua comunidade, promovendo campanhas sociais e humanitárias”.

O organizador lembra que Mato Grosso já ganhou três vezes o título de Miss Brasil. A última vencedora foi a representante de Rondonópolis, Jakelyne de Oliveira, a Miss Mato Grosso 2013, e ficou entre as cinco melhores no Miss Universo daquele ano. As outras duas Miss Mato Grosso que conquistaram o título nacional são Márcia Gabrielle (1985) e Josiane Kruliskoski (2000).

A patronesse do evento deste ano foi a primeira-dama de Cuiabá, Márcia Pinheira. Além dela, entre os patronos do evento foram o atual secretário de Comunicação de Mato Grosso, o jornalista Kleber Lima. Para Willon, o concurso resgata a essência da mulher, que hoje é uma protagonista na sociedade nas mais diversas áreas de atuação, seja na família ou no meio profissional.