17/05/2017 14:52

Quantidade de visualizações: 491

Folha Max

A juíza substituta da 7ª Vara Criminal de Cuiabá, Ana Cristina Silva Mendes negou no dia 12 deste mês pedido de revogação da prisão preventiva do ex-governador Silval Barbosa (PMDB) e do seu ex-chefe de gabinete Silvio César Corrêa de Araújo.

Também tiveram o pedido negado o ex-secretário adjunto de Administração, José Nunes Cordeiro, o ex-secretário adjunto de Transportes e Pavimentação Urbana, Valdisio Julianoi Viriato e o procurador aposentado do Estado, Francisco Gomes de Andrade Lima Filho, o Chico Lima.

Para justificar a prisão, a magistrada diz que é necessária para garantir a integridade física das testemunhas e dos colaboradores e serve como meio de garantir que o sentimento de impunidade não sirva como mola propulsora para a reiteração criminosa.

"Nesse ponto, como bem salientou o Juízo Natural “nenhuma outra medida cautelar é capaz de produzir os efeitos desejados e suficientes à garantia da ordem pública, da colheita isenta da prova e da aplicação da lei penal”, diz a decisão.