12/05/2017 15:04

Quantidade de visualizações: 842

G1


Caixa Econômica Federal (CEF) libera a partir desta sexta-feira (12) a terceira etapa de saques das contas inativas do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) para trabalhadores nascidos nos meses de junho, julho e agosto.

SAIBA MAIS SOBRE OS SAQUES DAS CONTAS INATIVAS

O lote deve contemplar cerca de 7,6 milhões de trabalhadores, o equivalente a 25% do total, segundo o banco. O valor total disponível para saque nesse mês ultrapassa R$ 10,8 bilhões. Segundo a Caixa, cerca de 3,2 milhões de correntistas do banco (42% do total) recebem automaticamente o crédito em suas contas nesta sexta-feira (12).

Abertura antecipada

Todas as agências do banco abrirão duas horas mais cedo exclusivamente para esclarecer dúvidas e atender trabalhadores que pretendem sacar os recursos, explicou no início da semana a vice-presidente de Fundos de Governo da Caixa, Deusdina dos Reis Pereira.

Nas próximas segunda (15) e terça-feira (16), todas as agências também abrirão duas horas antes do horário comercial comum. As lotéricas vão funcionar em horário normal.

O horário de abertura varia conforme a região do país, entre 9h e 11h da manhã, segundo a Caixa. Nas regiões em que os bancos abrem às 9h, as agências abrirão às 8h e terão o horário de atendimento prorrogado em 1h.

Atendimento no sábado (13)

No próximo sábado (13), as agências estarão abertas entre 9h e 15h, também exclusivamente para o atendimento às contas inativas do FGTS. Veja aqui a lista das agências que abrirão neste dia.

FGTS: veja perguntas e respostas sobre o saque de contas inativas

Desde o anúncio do saque das contas inativas, mais de 1,8 mil agências foram abertas em dois sábados: dias 18 de fevereiro e 11 de março. Os demais sábados em que agências abrirão serão dias 17 de junho e 15 de julho.

Além dos saques, os clientes podem ir às agências no sábado para tirar dúvidas, emitir senha do Cartão Cidadão e regularizar seus cadastros. Não é preciso estar dentro do calendário do mês de abril para comparecer à agência.

Os saques vão acontecer até o meio do ano. Mais da metade dos trabalhadores tem, no máximo, R$ 500 para sacar, segundo o governo. Outros 24% têm saldo entre R$ 500 e R$ 1.500. Os dois grupos representam 80% do total de pessoas com direito a sacar o dinheiro. Os demais têm mais de R$ 1.500 a receber.

Mais de R$ 16 bilhões sacados

A Caixa já pagou, até o dia 3 de maio, mais de R$ 16,6 bilhões em saques das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para trabalhadores nascidos entre janeiro e maio. O número de trabalhadores nascidos neste período que já sacaram alcançou 10,6 milhões de pessoas.

O valor sacado na primeira e na segunda fase do calendário equivale a 91% do total inicialmente previsto (R$ 18,1 bilhões) para as duas fases, e aproximadamente 84% dos trabalhadores (12,5 milhões) nascidos entre janeiro e maio, segundo a Caixa.