06/04/2017 15:16

Quantidade de visualizações: 322

Futebol Interior

A Corte Arbitral do Esporte (CAS) divulgou, nesta quinta-feira, o que já se esperava: ao anunciar que não tem competência para julgar o caso Victor Ramos, em Lausanne, na Suíça, encerrou a empreitada do Internacional de tentar reverter o inédito rebaixamento à Série B do Campeonato Brasileiro. Ao Vitória, motivo para comemorar.

“Acabou de sair a decisão do Tribunal Arbitral do Esporte (TAS) aqui em Lausanne, na Suíça, confirmando a permanência do Vitória na Série A, decidindo de que não há jurisdição do tribunal e que o pedido do Inter deve ser indeferido. Consideramos que esta é uma grande vitória porque assegura a permanência no Leão na Série A. Fez valer o resultado de dentro de campo”, disse Augusto Vasconcelos, diretor jurídico do clube, nas redes sociais.

Dentro do prazo pedido na terça-feira, a Corte ainda puniu o Colorado. Além de jogar na segunda divisão nacional, o clube gaúcho terá de pagar 8 mil francos suíços (cerca de R$ 24 mil) à CBF, 12 mil francos suíços (cerca de R$ 37 mil) ao Vitória e 50 mil francos suíços (cerca de R$ 155 mil) ao tribunal.

Ao Inter, porém, ainda cabe recurso ao que foi decidido nesta quinta – o que seria a derradeira tentativa do departamento jurídico em salvar o clube do rebaixamento. No entanto, o Tribunal não costuma voltar atrás nas decisões do CAS.