31/03/2017 17:38

Quantidade de visualizações: 286

G1

Entre os dias 31 de março e 02 de abril, um grupo de 30 investidores formado por empresários do setor de tecnologia, agronegócio, indústria, serviços e internet, que juntos somam uma fortuna de 1 bilhão de reais, participarão de uma reunião com Marcos Pereira, Ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços. O objetivo do encontro, que será liderado pelo empresário e consultor Rafa Prado, tem o intuito de aproximar a esfera empresarial e governamental para realizar investimentos no Brasil e exterior em 2017.

Com o apoio do Sebrae Nacional e Governo de Estado de São Paulo, o grupo conta com a participação de megaempresários como: Roberto Justus; Flavio Paschoa, presidente da área societária e empresarial da OAB São Paulo; Fabrício Oliveira e João Pedro, da startup bilionária HOTMART, que foi reconhecido atualmente como um dos dez CEOS com 30 anos mais promissores do Brasil, entre outros.

“Pretendemos fazer com que esses empresários e políticos se reúnam para criar iniciativas em conjunto e, dessa forma, gerar oportunidade de investimento apresentando projetos para incentivar a economia. Os empresários terão a oportunidade de ficar frente a frente com o Ministro Marcos Pereira para discutir planos de ação para os próximos cinco anos, comenta Rafa Prado, consultor e idealizador do encontro.

Sobre Rafa Prado

Nascido na periferia de São Paulo, Rafa Prado sempre foi inquieto. Em sua trajetória superou dois transplantes, a perda de entes queridos e quebrou uma empresa. Começou e recomeçou do zero e, no último ano, movimentou mais de R$ 20 milhões com a criação de produtos digitais, eventos e imersões no exterior com personalidades e alto empresariado.

Possui formação em diversas áreas acadêmicas, como Sistemas de Informação e Gestão de Políticas Públicas pela USP e um mestrado em Engenharia da Informação pela Universidade Federal do ABC. Rafa acredita que o segredo para atingir o sucesso está em se cercar das pessoas corretas, criar um plano e buscar oportunidades em momentos de crise, como o que ocorre atualmente no Brasil.