23/03/2017 15:57

Quantidade de visualizações: 425

Olhar Direto


Cerca de 1,2 mil famílias foram prejudicadas na cidade de Santo Antônio do Leverger (a 35 km de Cuiabá) em razão do transbordamento de rios no município, ocasionado pelas fortes chuvas registradas desde o último sábado (18). Outras 200 famílias de comunidades distintas que habitam a zona rural do município estão 'ilhadas' por conta da queda de dez pontes.

Segundo a Defesa Civil de Mato Grosso, mesmo com o nível dos rios alto e com as ruas alagadas, a água ainda não chegou às casas e não se tem, até o momento, registro de famílias desalojadas. Porém, diante do risco de que a água continue a subir, equipes realizam trabalho de monitoramento da região, o que irá possibilitar a imediata remoção de moradores caso necessário.

Com estradas em condições precárias e sem as pontes, a comunicação com as famílias ilhadas é feita somente via contato telefônico. Ainda por causa da situação, estudante moradores da localidade estão prejudicados e não podem frequentar as atividades em sala de aula.

Conforme a Secretaria de Cidades de Mato Grosso, após o cumprimento de todos os trâmites burocráticos e homologação do decreto de situação de emergência, a liberação de recursos federais para obras nas regiões afetadas pode demorar de seis a sete meses. Ainda não se tem uma estimativa de quanto será necessário empregar para a construção das pontes e obras emergenciais em estradas.

Por causa das chuvas intensas, até o mês de fevereiro, um total de 41 municípios de Mato Grosso informaram estar em situação de alerta e sofrem prejuízos para o escoamento da safra e atendimento a estudantes da rede pública em razão da precariedade das estradas.