18/03/2017 17:15

Quantidade de visualizações: 243

Fernando Luiz / Depto. Esportes

O futebol do Estado do Mato Grosso deu um importante passo para a modernidade. Isso porque Aron Dresch foi eleito o novo presidente da Federação Mato-grossense de Futebol. Seu adversário, João Carlos Oliveira Santos, foi derrotado por 22 a 15. Seu mandato termina no mês de maio, mas o dirigente planeja recorrer sobre o resultado da eleição. Aron Dresch foi eleito, mas todo o processo foi encabeçado pelo presidente do Luverdense, Helmute Lawisch. Através dele foi contratado o advogado Joaquim Spadoni, peça fundamental na derrubada da impugnação da Chapa Renovação.

Muito tempo no poder

Apesar de ter uma equipe de destaque na Série B nacional (Luverdense) e outra na Série C (Cuiabá), o futebol do Mato Grosso é um dos mais precários do Brasil e ainda vive sob o ranço do Governo Militar (1964/1985). Ex-presidente Carlos Orione, falecido no fim de 2016, foi colocado na presidência pelo Governo Militar nos anos de 1970 e lá ficou até o começo do ano passado, quando se afastou em definitivo por problemas de saúde. João Carlos, vice-presidente de Orione desde os anos 80, assumiu o cargo. Nesta quinta-feira, Aron Dresch foi eleito o novo presidente da Federação Mato-grossense de Futebol.

Desde então, os clubes do Mato Grosso vem criticando a gestão de João Carlos e se reuniram para formar a chapa "Renovação", com Aron Dresch como candidato. O atual presidente, inclusive, tentou antecipar a eleição para não ter uma chapa concorrente. Apesar disso, com ajuda de Helmute Lawisch, presidente do Luverdense, a chapa foi montada.

Na noite horas antes da eleição, a chapa de Aron foi impugnada Comissão Eleitoral da FMF, presidida pelo advogado Pedro Martins Verão, que analisou vários pedidos da chapa adversária. Mesmo assim, a chapa "Renovação" afirmou que poderia participar da eleição, pois não foi avisada com o tempo necessário. Os dirigentes dos clubes votaram para que Aron pudesse concorrer.

Renovação

Buscando por renovação da entidade, os maiores clubes do Mato Grosso depositaram confiança em Aron Dresch. Presidente do Cuiabá desde 2013, o empresário conquistou o tricampeonato estadual, uma Copa Verde, além do título da Copa FMF Sub-21. Sua situação no clube ainda não foi definida, mas Aron já havia informado, antes mesmo de confirmar sua candidatura, que não seria possível manter as duas funções.