15/03/2017 11:27

Quantidade de visualizações: 343

Eduardo Turella com Assessoria

“Quase toda soja comprada pela Holanda passa pelo eixo da BR 163, por isso nosso principal objetivo é conhecer melhor como a soja é produzida aqui”, explica o embaixador da Holanda no Brasil, Han Peters, que visita hoje (15) a Capital Nacional do Agronegócio e está sendo recepcionado por representantes do Clube Amigos da Terra (CAT) e do Sindicato Rural de Sorriso.

O embaixador de um dos maiores mercados consumidores de soja, que preferiu deixar os relatórios e a sala com ar condicionado de lado e colocar o pé na estrada, tem como meta acompanhar como as unidades produtivas brasileiras conseguem conciliar os altos índices de produtividade com a sustentabilidade. Han também reforçou que há interesse na promoção de parcerias com o Brasil, principalmente na transferência de conhecimento sobre logística, umas das áreas em que a Holanda mais se destaca, junto com a produção e venda de produtos com alto valor agregado.

Em sua comitiva estão a conselheira de agropecuária da embaixada da Holanda, Patrícia de Vries; e representantes da Round Table on Responsible Soy Association (RTRS), organização da sociedade civil que promove a produção, processamento e comercialização responsável da soja, Fátima Cardoso, Joyce Brandão e Cid Sanches.

O presidente do CAT, Darcy Getúlio Ferrarin, destaca que o intercâmbio de informações que será promovido entre Brasil e Holanda é de suma importância para o desenvolvimento de toda a cadeia produtiva da oleaginosa. “Nós queremos aprender muito com vocês e esperamos poder passar algo para ajudá-los também, visto que estamos no caminho certo para a produção de alimentos, já que o produtor brasileiro está preocupado em produzir alimentos de forma sustentável”, aponta o líder.

O grupo, que já conheceu a realidade de Lucas do Rio Verde, acompanha hoje a rotina de trabalho na Fazenda Santa Maria da Amazônia, onde também discutirá questões ligadas ao tema com o prefeito de Sorriso, Ari Lafin, e o secretário municipal de Agricultura e Meio Ambiente, Sardi Trevisol. “Esta é uma oportunidade única para que possamos dialogar com o representante de um país que é exemplo em produtividade e logística, como a Holanda”, aponta o prefeito.