13/03/2017 08:40

Quantidade de visualizações: 459

Eduardo Turella com Gazeta Digital

Um casal, com uma sobrinha de 11 anos, estava tomando banho de rio, no rio Garças, em Barra do Garças (509 quilômetros a Leste de Cuiabá), neste domingo (12) à tarde, quando, de repente, a mulher e menina, sem saber nadar, "perderam o chão", por causa de um declínio de um banco de areia e começaram a se afogar. O homem tentou salvar as duas, mas só conseguiu segurar a esposa. A menina sumiu nas águas do rio.

As informações são do Corpo de Bombeiros, que iniciaram as buscas de imediato.

"O rapaz que estava com a esposa dele e uma menina, sobrinha da esposa. Ele sabia nadar e as duas não sabiam. Estavam brincando em uma região mais rasa. Só que lá está formando uma espécie de banco de areia. De repente a pessoa cai e já entra no canal. Ele falou que estava brincando lá, não atentou para o limite dessa área errada e quando viu a esposa, de 19 anos, e a menina, de 11 anos, estavam se afogando", detalha o tenente Batista, do Corpo de Bombeiros em Barra do Garças.

"Eles estavam sem bóia e o rio está cheio e a correnteza está forte. Ele pegou a esposa dele, jogou para a área mais rasa, depois foi lá buscou a menina, e quando viu a esposa dele foi afogando novamente para a área mais funda. Nisso, ele pegou a esposa de novo e quando foi buscar já não ao viu mais a menina, por isso nos acionou", conta o tenente, sobre a tentativa de salvamento do homem.

Corpo de Bombeiros informa que o rio está com 12 metros de profundidade.

Mergulhadores da corporação realizaram buscas até o início da noite, mas não encontraram a menina. As buscas já foram reiniciadas na manhã desta segunda-feira (13).

O último caso de afogamento de criança foi o de dois irmãos, de 8 e 9 anos, que afogaram no rio Guaporé, em Vila Bela da Santíssima Trindade (521 quilômetros a Oeste de Cuiabá).

Após dez dias de buscas pelos corpos, os bombeiros encerram as operações que visavam localizar as vítimas.