08/03/2017 16:09

Quantidade de visualizações: 313

Tâmara Figueiredo


Os contribuintes já podem entregar a Declaração do Imposto de Renda 2017. Para isso, precisam reunir todas as informações necessárias para que a declaração não caia na malha fina. O prazo teve início no dia 2 e vai até o dia 28 de abril. A expectativa da Receita Federal é receber 28,3 milhões de declarações.

A contadora Andressa Camícia Dallalonga, do escritório ICC Contadores Associados dá algumas dicas para quem precisa apresentar a declaração do imposto de renda“O contribuinte deve prestar todas as informações corretamente e evitar informações divergentes para não cair na malha fina da Receita Federal. E salienta que a declaração pode inclusive ser feita pelo próprio contribuinte, fazendo o download do programa imposto de renda 2017, mas para evitar erros é importante ter a ajuda de um profissional da área.”

Quem trabalhou em empresa, por exemplo, deve usar os dados que constam no informe de rendimentos fornecido pelo empregador. Em caso de compra e venda de bens, também é necessário declarar a transação. Essas e outras informações não podem deixar de constar na declaração do Imposto de Renda 2017.

Quem deve declarar?

De acordo com a Receita Federal, deverá declarar, neste ano, o contribuinte que recebeu rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2016. Ou rendimentos não tributáveis, ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma tenha sido superior a R$ 40 mil no ano passado;

Quem obteve ganho de capital na alienação de bens ou direitos, sujeito à incidência do imposto, ou realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas;

O que pode ser deduzido

Despesas com instrução, como educação infantil, ensino fundamental e médio, ensino técnico, mestrado, doutorado.

Para despesas médicas, as deduções no Imposto de Renda continuam sem limite máximo para qualquer especialidade médica, exemplo: planos de saúde, dentistas, psicólogos, fonoaudiólogos.

O que não pode ser deduzido?

Gastos com as despesas que tenham sidos reembolsados ou cobertos por apólices de seguro; compra de óculos, lentes de contatos, aparelhos de surdez e similares; e planos de saúde pagos no exterior.

O mesmo dependente pode ser apresentado em duas declarações?

Não. O mesmo dependente não pode ser declarado em duas declarações do Imposto de Renda.

Mudança

Uma mudança que aconteceu neste ano é que agora deve ser apresentado o CPF de dependentes a partir de 12 anos de idade, anteriormente exigia-se a partir dos 14 anos de idade.